Panarício: formas de prevenção e tratamento

O panarício é uma infeção peri-ungueal bastante comum, quando existe humidade na pele ou em quem roí as unhas, podendo alastrar e afetar na pele junto à unha.

Panarício: formas de prevenção e tratamento
Se quer saber como se trata e previne, aproveite estes conselhos.

Paroníquia ou popularmente designada de panarício, é uma infeção aguda ou crónica com desenvolvimento de um abcesso (pús), ao redor das unhas das mãos e/ou pés, causadas por microrganismos que se proliferam nesta região, podendo afetar um ou mais dedos.

Para ocorrer a infeção, é necessária a existência de uma lesão na pele, geralmente são lesões superficiais de pequenas dimensões, provocadas por atividades do dia-a-dia, tais como, retirar ou puxar as peles das cutículas com os dentes ou com alicate de unhas durante a manicure.

Normalmente o agente etiológico deste tipo de infeção é a levedura Candida Albicans e, raramente, tem causa bacteriana (estafilococos ou estreptococos) ou uma causa fúngica.

Causas do Panarício


candida albicans e panaricio

É necessária a existência prévia de um traumatismo ou de uma lesão à volta da unha, promovendo uma porta de entrada aos microrganismos causadores de infeção.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

Os microrganismos mais frequentemente envolvidos são, em primeiro lugar, a Candida Albicans ou em menor frequência, por bactérias do tipo estafilococos (geralmente Staphylococcus aureus) ou estreptococos.

É importante distinguir do panarício herpético, pois este é provocado por o vírus Herpes Simplex, que ocorre maioritariamente em crianças.

Sintomas do Panarício


vermelhidao e rubor em panaricio

Os principais sintomas desta infeção podem passar por várias fases, no entanto, inicia-se sempre com os 2 primeiros sintomas referidos em seguida e posteriormente pode evoluir para os restantes:

  • Rubor (vermelhidão), calor e edema (inchaço) ao redor da unha afetada;
  • Dor local intensa e latejante;
  • Distúrbios do sono por presença de dor intensa e pulsátil (como o ritmo do batimento cardíaco);
  • Abcesso local com formação de pús;
  • Febre;
  • Necrose (morte) dos tecidos envolventes;
  • Em casos mais graves, o atingimento das articulações com um risco de artrite, ou ao nível dos tendões ou nível ósseo, com risco de desenvolver osteíte;
  • Em último grau, os microrganismos atingem a corrente sanguínea, levando a uma septicémia (sépsis), sendo considerada uma situação grave e preocupante.

Fatores de risco desta infeção


roer as unhas

Qualquer pessoa pode desenvolver este tipo de infeção, no entanto existem grupos com maior risco, nomeadamente:

  • Pessoas com hábito de chupar o dedo ou roer unhas (onicofagia);
  • Pessoas que contactem frequentemente com água e/ou produtos químicos;
  • Quem se submete a manicure ou pedicure, devido à manipulação inadequada das cutículas em redor das unhas, ou a má desinfecção do material utilizado para essa prática;
  • Diabéticos;
  • Pessoas com problemas de circulação sanguínea.

Tratamento do Panarício


creme antifungico

Antes de iniciar um tratamento, é necessário que o médico estabeleça o diagnóstico, sendo que este é feito através da observação da área afetada. Pode ser necessário o recurso a um teste laboratorial à unha.

O tratamento irá depender do estágio do panarício, sendo as principais medidas a adotar as seguintes:

  • Limpeza e desinfecção correta do local;
  • Aplicação de compressas quentes, várias vezes por dia;
  • Aplicação de soluções tópicas e medicamentos (por exemplo, antibióticos ou antifúngicos) prescritos pelo médico;
  • Se existir abcesso, é necessário uma incisão e drenagem cirúrgica;
  • Em último caso, pode ser necessário amputação do membro afetado.

Formas de prevenção


unhas limpas e panaricio

Como formas de prevenção, devemos evitar comportamentos que traumatizem a pele em redor das unhas, tais como:

  • Evitar roer as unhas;
  • Não cortar demasiado as unhas ou cutículas;
  • Desinfectar o material de manicure corretamente, de forma a manter sempre assepsia entre pessoas diferentes;
  • Evitar períodos prolongados de contacto com a água e/ou substâncias agressivas e irritantes (ex. detergentes). Neste caso deve de utilizar luvas sempre que possível;
  • Manter unhas bem limpas;
  • Aplicar cremes emolientes à volta das unhas;
  • Ter a vacina do tétano em dia, para isso deve consultar a sua enfermeira/médico de família e confirmar com o seu boletim de vacinas.

O panarício, geralmente, dura entre 3 a 10 dias e o tratamento deve ser mantido até à completa regeneração da pele.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também: