Manchas na pele: como diferenciar e tratar?

Manchas na pele: como diferenciar e tratar?

Saiba como tratar cada tipo de manchas na pele.

Saiba como identificar os diversos tipos de manchas na pele e, consequentemente, a encontrar o tratamento adequado para cada um deles.

As manchas na pele podem ser de nascença ou surgir ao longo da vida, pelas mais diversas causas, como alergias ou problemas graves, exposição solar, envelhecimento de pele ou até mesmo por motivos de cancro.

As manchas na pele de nascença não são, por norma, graves, permanecendo iguais mesmo com tratamento, no entanto, as manchas que podem surgir ao longo da vida devem ser identificadas e tratadas por um profissional especializado (dermatologista), de forma a evitar maiores complicações. 

Características específicas como cor, forma ou a altura/momento em que a mancha surge podem ajudar a descobrir qual o tipo de mancha, bem como qual o tratamento adequado à eliminação da mesma. 

Acções simples como a aplicação de protetor solar com SPF, hidratação da pele diária ou o facto de evitar exposição solar excessiva ou não espremer espinhas ou cravos são as principais indicações de qualquer dermatologista mas, ao mínimo aparecimento de uma mancha suspeita, deverá consultar um dermatologista. 

Tipos de Manchas na pele


Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já!


Melasma

O melasma é uma descoloração temporária da pele na região da face e é, muito provavelmente, o tipo de mancha mais comum. 

Manifesta-se através do surgimento de diversas manchas acastanhadas no rosto, normalmente após uma exposição prolongada ao sol.

Como tratar: Aplique diariamente protetor solar com fator de proteção alto e evite a exposição prolongada ao sol, bem como a fontes de calor (como carros quentes estacionados ao sol ou a utilização do forno).
 


Mancha senil

As manchas senis são um distúrbio dermatológico muito comum, que afeta principalmente indivíduos com mais de 40 anos, devido ao fotoenvelhecimento.

Manifesta-se através do aparecimento de manchas escuras nas seguintes zonas: rosto, pescoço, mãos e braços, em indivíduos que não tiveram cuidados com o sol ao longo da vida.

Como tratar: As manchas mais claras podem ser tratadas com esfoliação quinzenal com creme hidratante e açúcar. Para remover as manchas mais escuras é necessário consultar um dermatologista, pois só são tratáveis através de peeling ou laser.
 


Dermatite

A dermatite é, normalmente, consequência de uma alergia, podendo surgir após a ingestão de alimentos alergénicos como morango, amendoim ou camarão, através do contacto com produtos como cremes, cosméticos ou perfumes ou através do contacto com objetos como colares ou pulseiras. 

Manifesta-se com manchas na pele castanhas ou acastanhadas, que fazem comichão. 

Como tratar: Para tratar este tipo de manchas na pele é necessária a visita a um dermatologista, de forma a que este identifique a causa da alergia e prescreva a utilização de um creme à base de corticóide, duas vezes por dia, até que ocorra uma diminuição dos sintomas. 
 


Micose

Também conhecida como micose de praia ou pano branco, a micose surge devido a infecções por fungos, manifestando-se na forma de pequenas manchas esbranquiçadas.

Como tratar: Para tratar as micoses deve utilizar-se um creme antifúngico, duas vezes por dia, durante 3 semanas. Dependendo da extensão das lesões, pode ser ainda necessária a toma de um antifúngico oral.
 


Cancro de pele

O cancro de pele surge, geralmente, como uma pequena mancha ou sinal, que vai aumentando ao longo do tempo. Manifesta-se apresentando várias cores, forma assimétrica ou bordas irregulares. 

Como tratar: Após o surgimento de uma mancha suspeita deve consultar-se imediatamente um dermatologista. 
 


Vitiligo

O vitilogo é uma doença de pele que se manifesta através do aparecimento de manchas mais claras na pele, especialmente nas seguintes áreas: cotovelos, joelhos, rosto, pés, mãos e genitais. 

As causas desta doenças são desconhecidas, podendo surgir em qualquer idade.
 
Como tratar: Deve consultar-se um médico dermatologista, de forma a prescrever o tratamento adequado a cada caso.
 


Cicatriz de espinhas

As cicatrizes de espinhas são extremamente comuns em adolescentes, especialmente após tratamentos de acne graves. 

Como tratar: Deve ser evitada a exposição e consultado um médico dermatologista, de forma a prescrever o tratamento adequado.
 
 

Veja também: