Lucuma: uma super fruta?

Conhecida como o "o ouro dos Incas" na América do Sul, a lucuma é uma fruta deliciosa com imensos benefícios para a saúde. Um dos seus usos é como adoçante natural.

Lucuma: uma super fruta?
É uma fruta, mas também é um superalimento. Saiba tudo aqui.

De nome científico Pouteria lucuma, a lucuma é uma fruta originária da América do Sul, mais concretamente dos Andes, no Peru.

É um fruto simbólico da cultura peruana e conhecida por toda a América do Sul, onde antigamente era conhecida como “O ouro dos Incas”. Hoje em dia é cultivada também em países como a Bolívia, Equador e Costa Rica.

Apresenta-se como uma fruta verde no exterior, mas por dentro é alaranjada e a sua polpa é fibrosa e doce. O seu sabor é descrito como tropical.

O seu consumo deve ser feito quando a mesma está muito madura, no entanto, atualmente a forma mais comum de utilização é sob a forma de pó. O pó em que este fruto se transforma é bastante doce e muito nutritivo.

De seguida, vamos explicar o porquê de ser considerado um super alimento.

Propriedades nutricionais


É um alimento rico em betacaroteno, fibras e ferro, três substâncias fundamentais para o correto funcionamento do organismo.

Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
Contém um alto teor de niacina, também conhecida como vitamina B3, uma vitamina que aumenta a disponibilidade de energia no corpo e atua eficazmente no metabolismo de proteínas.

Por cada 100g deste alimento em pó, obtém-se 227 kcal, 3 gramas de proteínas, 90 gramas de hidratos de carbono e ainda 1,3g de lípidos.

Razões para consumir lucuma


batido lucuma

1. Adoçante natural com baixo índice glicémico

Tanto a lucuma como o seu pó são consideradas alternativas saudáveis para substituir o açúcar em bebidas e receitas doces, sem comprometer a quantidade de açúcar.

Além disso, tem um baixo índice glicémico, ou seja, o açúcar naturalmente presente é libertado lentamente para a corrente sanguínea, e não provoca um aumento súbito da glicemia.

2. Rico em antioxidantes

Por ser rica em antioxidantes, a lucuma ajuda a prevenir e a combater algumas doenças, como cancro, e retarda o processo de envelhecimento.

Na América do Sul é utilizada em receitas naturais para combater determinadas enfermidades, por ter propriedades antibióticas e antifúngicas.

3. Cheia de hidratos de carbono saudáveis

Hidratos de carbono e saudáveis na mesma frase pode ser estranho para algumas pessoas, no entanto, é possível e a lucuma é exemplo disso.

Os hidratos de carbono disponíveis neste alimento são excelentes para fornecer energia para o organismo, o cérebro especialmente. Se já tentou restringir a ingestão de hidratos de carbono e posteriormente se sentiu com falta de energia e força, a lucuma é uma óptima maneira de aumentar os hidratos de carbono bons na sua dieta, por não serem refinados.

4. Cheio de vitaminas e minerais

Tal como vimos anteriormente, esta fruta fornece uma boa quantidade de vitaminas e minerais, tais como a vitamina B3, o ferro, cálcio e bastante fibra, que ajuda a regular o trânsito intestinal por exemplo.

5. Pode ser utilizada em muitas receitas

A lucuma tanto pode ser ingerida inteira como em pó. Qualquer que seja a forma preferida, traz um sabor muito agradável à receita e pode ainda melhorar a consistência da mesma.

No Peru, o gelado de lucuma é o preferido da população, ficando à frente do gelado de chocolate ou gelado de baunilha. Mas não é só em gelados que se pode incluir. Também serve para batidos, papas e bolos.

Benefícios da lucuma


diabetes
Cada vez se descobrem mais propriedades da lucuma. Não é só no prato que este alimento é bom, também têm inúmeros benefícios no organismo.

Enumeramos os mais comuns:

  1. ​Ajuda a combater a depressão e a estimular o sistema nervoso
  2. Reduz o nível de colesterol e triglicerídeos no sangue
  3. Previne doenças cardíacas
  4. Aumenta a eficiência do sistema imunológico
  5. Melhora as doenças da pele
  6. Combate a diabetes

Agora que já sabe mais sobre este superalimento, poderá incluí-lo na sua dieta.

Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

Veja também: