As intolerâncias alimentares mais comuns

As intolerâncias alimentares são responsáveis pela diminuição da qualidade de vida das pessoas que sofrem delas. Fique a saber mais sobre o tema.

As intolerâncias alimentares mais comuns
Venha descobrir quais são.

No topo das intolerâncias alimentares mais comuns encontramos, por exemplo, a intolerância à lactose e a intolerância ao glúten. Mas existem mais.

Antes de as mencionar, vamos perceber o que é afinal uma intolerância alimentar.

Intolerância alimentar: o que é?


As intolerâncias alimentares consistem numa reação anormal e continuada do organismo a alimentos. Normalmente esta intolerância deve-se a um componente específico do alimento.

Troque uma caipirinha por uma ida ao ginásio
Treine no Solinca por apenas 3,99€ por semana e volte a ficar em forma. Aproveite já!

Contrariamente ao que acontece nas alergias alimentares, os mecanismos não são imunológicos, pelo que o sistema imunitário não é activado. No caso de intolerância pode haver apenas falta da enzima necessária para a digestão de um componente.

As intolerâncias alimentares interferem com a vida pessoal, podendo representar um aspeto bastante negativo na qualidade de vida. No entanto, nunca representam uma ameaça à vida, mesmo sendo muito mais comuns que as alergias.

As intolerâncias alimentares mais comuns


1. Intolerância à Lactose

intolerância á lactose em intolerâncias alimentares

A lactose é um dissacarídeo (açúcar) presente no leite e derivados. A sua digestão no organismo é feita pela enzima lactase, que a transforma em glicose e galactose.

No caso da intolerância à lactose existe uma atividade ineficaz da lactase ou deficiência da mesma. Esta enzima encontra-se presente na membrana das células da mucosa da parede intestinal.

Quando a lactose percorre o intestino grosso sem ter sido adequadamente digerida, pode causar sintomas desconfortáveis, tais como, gases, dor abdominal e inchaço.

A intolerância à lactose é bastante comum em adultos, mas em alguns casos verifica-se que a pessoa consegue ingerir alimentos com pequenas quantidades de lactase sem problemas.

Alimentos a eliminar: leite e derivados, qualquer alimento que tenha sido preparado com leite e/ou lactose.

2. Intolerância ao Glúten

intolerância ao glúten em intolerâncias alimentares

O glúten é um conjunto de proteínas que fazem parte da zona interior do grão de alguns cereais: o trigo, o centeio, cevada, entre outros.

Quando se verificam situações adversas como consequência do consumo de glúten, estamos perante uma intolerância alimentar particular, a doença celíaca.

Os principais sintomas da intolerância ao glúten são o inchaço da zona abdominal, diarreia, enjoos, cansaço e perda de peso repentina.

Alimentos a eliminar: todos os cereais que contém glúten assim como todos os alimentos que apresentem esta proteína na sua composição.

>> Saiba mais aqui sobre quais os alimentos que contêm glúten.

3. Intolerância à Levedura

intolerância á levedura em intolerâncias alimentares

Não tão conhecida como as anteriores mas é das que mais existem.

As leveduras, também conhecidas como fermento de padeiro, são utilizadas numa variadíssima gama de alimentos que vão desde pães a bolos a sobremesas típicas de vários países.

Alimentos a eliminar: pão, croissant, bolos e sobremesas, molhos, álcool, entre outros.

4. Intolerância ao Álcool

intolerância ao alcool em intolerâncias alimentares

Não é assim tão pouco usual a ocorrência de reações adversas após a ingestão de bebidas que contém álcool.

A intolerância ao álcool é uma condição que se caracteriza pela incapacidade do fígado em metabolizar o álcool.

Isto leva ao aparecimento de sintomas como vermelhidão na pele, congestão nasal e dores de cabeça. Por vezes, poderão aparecer erupções cutâneas e urticária.

Também pode haver intolerância ao alimento em que a bebida é baseada (uvas para vinho, grãos para uísque) ou outra substância presente na bebida (histaminas, leveduras, aditivos, sulfitos).

Estas intolerâncias podem surgir quando o corpo está em falta da enzima necessária para digerir corretamente o alimento ou a substancia.

Alimentos a eliminar: bebidas alcoólicas

5. Intolerância à Histamina

intolerância á histamina em intolerâncias alimentares

Este componente nas suas quantidades normais pode causa efeitos negativos no intestino, e consequentemente vai haver dificuldade em separar a histamina, ou fazer a digestão adequada.

Alguns dos sintomas de intolerância à histamina são: dores de cabeça, batimento cardíaco irregular, nariz entupido, diarreia e vómitos.

Alimentos a eliminar: Bebidas alcoólicas, café e cacau, produtos de soja fermentados.

6. Intolerância à Frutose

intolerância á frutose em intolerâncias alimentares

A intolerância a frutose é uma condição em que o indivíduo não possui a enzima necessária para digerir a frutose, o açúcar que se encontra especialmente nas frutas.

Esta intolerância é mais frequente quando é hereditária, pois a falta da enzima acontece devido a um erro genético.

Os sintomas mais comuns são distúrbios intestinais, dores abdominais e aumento de peso.

Alimentos a eliminar: frutas, açúcares e adoçantes, sumos de fruta

Troque uma saída à noite por uma ida ao ginásio. Inscreva-se já no Solinca por apenas 3,99€ por semana!

Veja também:

Ler mais