Intestino preso: o que pode ajudar?

Intestino preso: o que pode ajudar?

Alimentos e exercícios para combater a prisão de ventre.

Muitos portugueses com o intestino preso combatem o problema com medicamentos mas a alimentação e a prática de atividade física também pode ajudar.

O nosso intestino não trabalha sempre de forma regular.

Ou porque estamos nervosos ou ansiosos, ou porque houve alguma alteração na nossa alimentação ou, por exemplo, pelo uso de determinados medicamentos.

Quando isso acontece o resultado é geralmente o mesmo: dificuldade em evacuar, o que provoca desconforto, gases, barriga inchada, dor e mal-estar geral. 

A prisão de ventre, também conhecida como intestino preso, é uma perturbação intestinal causada, normalmente, por maus hábitos alimentares, falta de exercício físico e/ou alterações emocionais, podendo tornar-se um grande incómodo.

Se é uma das muitas pessoas que tem o intestino preso e gostava que ele voltasse a funcionar como se fosse um relógio, saiba que o problema pode ser, na maioria dos casos, resolvido sem o recurso a medicamentos. 


6 Alimentos aliados do trânsito intestinal



Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já!
Um passo importante para evitar e tratar o intestino preso consiste em fazer uma alimentação equilibrada e rica em fibra. Conheça os alimentos que deve ter na sua despensa e que vão ajudar a regular o seu trânsito intestinal.



1. Ameixa

É um dos alimentos mais conhecidos por ser um aliado do intestino preso. A ameixa é um fruto de efeito laxante suave, devido à sua concentração em fibras. Para além desta propriedade benéfica para regularizar o trânsito intestinal, este fruto é hidratante e contém sorbitol, um laxante natural que facilita os movimentos do intestino. É recomendável o consumo de duas ameixas frescas, pela manhã, em jejum.



2. Cereais integrais 

Aveia, pão, arroz e massas integrais, cereais de pequeno-almoço e outros derivados possuem uma boa quantidade de fibras, que estimulam a atividade intestinal. Promovem também uma sensação de saciedade, fornecendo um nível de energia constante durante mais tempo.



3. Iogurtes probióticos

Os iogurtes probióticos são um excelente aliado para quem sofre de intestino preso. O seu consumo regular contribui para a proliferação de bactérias boas para o organismo, ajudando a regularizar a flora microbiana do intestino e o trânsito intestinal.



4. Legumes verdes folhosos 

Para além das vitaminas e minerais, os legumes verdes folhosos, como alface, agrião, espinafres e acelga, contêm fibras solúveis e insolúveis que ajudam a manter os movimentos do intestino. É recomendado o consumo de legumes no prato e sob a forma de sopa diariamente.



5. Kiwi

O kiwi é um alimento com doses consideráveis de fibra e outros nutrientes que são importantes para uma boa saúde, incluindo a dos seus intestinos. Diversos estudos defendem que este fruto tem efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e também atua enquanto laxante natural, promovendo movimentos intestinais regulares. Aconselha-se o consumo de até dois quivis por dia, sendo que o mais indicado é comê-los nos lanches entre as refeições principais.



6. Sementes de linhaça

Riquíssimas em fibras solúveis e insolúveis, as sementes de linhaça lubrificam e regeneram a flora intestinal, contribuindo para o funcionamento normal dos intestinos. Podem ser adicionadas a sopas, cereais com leite, iogurtes, sumos de fruta, saladas, massa de pão, entre outros.

Para além destes alimentos, existem outros que também apresentam um papel importante para quem tem o intestino preso graças às suas propriedades laxantes e ricas em fibra. É o caso do figo, abacaxi, morango, manga, melão, melancia, pera, abacate, batata-doce, brócolos e frutos oleaginosos (nozes, avelãs, amêndoas).



Exercícios para combater a prisão de ventre


Caminhada
A prática regular de exercício físico é outro fator fulcral para evitar a prisão de ventre. Ao praticar desporto é possível aumentar o fluxo sanguíneo na região abdominal, melhorando assim a motilidade e o trânsito intestinal.  

Se não tem por hábito praticar exercício físico, então talvez seja uma boa altura para começar. Confira de seguida algumas atividades que ajudam a melhorar a prisão de ventre:
 

Se a saúde é uma prioridade para si, clique aqui.

 

Veja também: