Inhame: conhece este alimento?

Inhame: conhece este alimento?

Uma opção saudável e alternativa à batata tradicional.

Parece uma batata-doce, mas não é. O inhame é um alimento rico em hidratos de carbono e pode ser usado como substituto da batata, arroz ou massa.

Ainda não é um alimento muito comum na mesa dos portugueses, mas há quem o conheça bem.

O inhame é um tubérculo da família Dioscoreae, parecido com a batata-doce, que possui propriedades muito benéficas do ponto de vista nutricional e conta com cerca de 200 espécies.

Embora não se saiba ao certo qual o país de origem do inhame, esta é uma das mais antigas plantas alimentares conhecidas. Cultivado desde 50.000 aC, na África e na Ásia, este alimento é também cultivado nas regiões tropicais e subtropicais da América do Norte e do Sul.

Em Portugal, o cultivo de inhame é prática comum nos arquipélagos da Madeira e dos Açores e um alimento frequente na alimentação dos habitantes destas ilhas.


Diversos tipos e texturas


inhame
Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!

De forma longa e cilíndrica, o tamanho dos tubérculos podem variar, desde apenas alguns centímetros de diâmetro até dimensões muito grandes.

A cor da sua casca varia desde o castanho-escuro ao rosa claro, dependendo da espécie e variedade da planta, e é áspera e grossa, o que torna este alimento muito difícil de descascar.
 
O inhame tem uma textura amilácea quando cozinhado, podendo ser cremosa, firme ou fibrosa, dependendo da variedade e do estado vegetativo em que se encontra. A sua cor interior também pode variar consoante a espécie, podendo ir desde o branco até ao amarelo, rosa ou roxo.

O seu sabor a terra também é peculiar e a maioria das espécies é muito pouco, ou nada, doce. 



Fonte de nutrientes essenciais ao organismo


Uma das grandes vantagens nutricionais do inhame reside no facto de este ser um alimento rico em hidratos de carbono que pode ser incluído na alimentação como substituto da batata, arroz ou massa.

Fonte de fibras, proteínas e minerais como potássio, cálcio, fósforo, manganês, e vitaminas B1, B6 e C, entre outras, o inhame apresenta um índice glicémico baixo e um elevado teor de zinco. É preciso ter moderação no seu consumo pois possui elevado valor calórico.



Renda-se aos seus benefícios


Se ainda não conhece este tubérculo, veja alguns dos benefícios que podem convencê-lo a incluí-lo na sua alimentação:
 



Como consumi-lo?


O inhame só é comestível após cozedura prolongada, devido à presença de anti nutrientes que diminuem o seu valor nutritivo e provocam toxicidade. Preparado como a batata, o inhame pode ser cozido, assado ou frito. Geralmente, serve como acompanhamento das refeições principais ou na forma de purés e sopas.

O inhame pode ser encontrado na maioria dos hipermercados, devendo ser armazenado num local arejado, de preferência escuro e bem ventilado, onde não há exposição à luz solar ou altas temperaturas.

Ao escolhê-los, opte sempre por aqueles que estão firmes e não possuem fissuras, buracos ou manchas. Deve também evitar os que se encontram armazenados no frio, uma vez que a temperatura baixa altera o seu sabor.


Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

 

Veja também: