Tudo o que precisa de saber sobre impotência sexual

Tudo o que precisa de saber sobre impotência sexual

As causas, os sintomas e os tratamentos

Cerca de 50% dos homens pode sofrer de impotência sexual. Esta condição não é uma sentença. A cura começa com um telefonema para o seu médico.

A impotência sexual, ou disfunção eréctil, é o nome dado à incapacidade que o homem tem de alcançar e manter a ereção firme o suficiente para uma relação sexual satisfatória. A impotência sexual afecta tanto o homem quanto a sua parceira ou parceiro e pode ser a causa de muitos problemas numa relação. Ao contrário do que a maioria das pessoas julga, a idade não é uma das causas desta condição. Aliás, na verdade, a impotência sexual é um sintoma, tem cura e, para isso, basta fazer o diagnóstico correto.

Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já.

Como funciona a ereção sexual?


Para o ajudar a fazer ou a perceber o diagnóstico temos que começar pelo início: a ereção. As hormonas e os sistemas neurológicos, vasculares e psicológicos são responsáveis pela ereção. Em linhas gerais: após um estímulo físico ou psicológico, os músculos do pénis relaxam, aumenta o fluxo sanguíneo nos corpos cavernosos e dá-se a ereção. 

A das substância responsável pelo estímulo desencadeado pelo cérebro é o óxido nítrico, que relaxa os vasos e facilita a entrada a entrada do sangue. Sem óxido nítrico e sem sangue não há ereção.

Quais são os sintomas?


Ao longo da vida, é natural que sinta, uma ou outra vez, dificuldade em manter a ereção não conseguindo ter relações sexuais. Qualquer homem, de qualquer idade, em qualquer momento da sua vida pode sofrer de impotência sexual ocasional. Porém, quando essa incapacidade se torna recorrente, está na hora de esquecer os medos e as vergonhas e consultar, imediatamente, um urologista. Relembramos: a impotência sexual tem cura.

No caso da impotência sexual, quase não podemos falar de sintomas. Os homens que, de forma persistente, não conseguem manter uma ereção o tempo suficiente para ter uma relação sexual, podem sofrer de impotência sexual. Outros sintomas, associados a doenças que provocam a impotência, também podem estar presentes, contudo, sem o diagnóstico, dificilmente os vai notar. 

Causas da impotência sexual


As causas da impotência sexual podem ser físicas ou psicológicas. Para perceber o que pode estar a causar esta condição deve, primeiro, fazer uma análise ao seu estilo de vida e perceber o que pode estar a contribuir para a situação.

Por exemplo, a maioria dos homens tem ereções involuntárias pela manhã ou durante o sono. Se estas se mantém, é possível que as causas da impotência estejam relacionadas com questões psicológicas. Porém, se a frequência das ereções matinais e noturnas diminui drasticamente, pode a impotência resultar de questões físicas.

1. Causas médicas


Como já referimos, a impotência sexual é, na verdade, um sintoma de outras doenças. Os números não mentem: 80% das causas para a impotência sexual estão relacionadas com doenças que lesionam artérias, veias, músculos e tecidos fibrosos do pénis ou desregulam o sistema hormonal. 

Sabia que: como as artérias no pénis são muito finas, são as primeiras a ficar entupidas? Esteja atento! A impotência é também um sinal de alerta para problemas cardiovasculares. 

Estas doenças são responsáveis pela impotência sexual, tome nota:

Diabetes
Hipertensão
Aterosclerose
AVC
Enfarte do Miocárdio
Alcoolismo crónico
Tabagismo
Obesidade
Cancro (próstata e pénis)
Insuficiência renal
Doenças da tiroide
Doenças crónicas
Doenças neurológicas (Parkinson, Alzheimer...)
Dislipidemia (excesso de lípidos no sangue, relacionado com valores desequilibrados de colesterol e triglicerídeos)

2. Causas psicológicas


Entre 10% a 20% dos casos de impotência resultam de questões psicológicas. O stress do dia-a-dia, ansiedade ou depressão, uma vida familiar complicada, excesso de trabalho, um casamento infeliz, familiares doentes, cansaço, preocupação com o próprio desempenho sexual são apenas algumas das causas que podem provocar impotência sexual.

3. Estilo de vida


Um estilo de vida sedentário, com uma alimentação pouco equilibrada, noites mal dormidas, excesso de álcool, tabaco e drogas, danificam as artérias e conduzem a uma má circulação sanguínea. 

4. Medicamentos


Muitos dos medicamentos usados para tratar algumas das doenças responsáveis pela impotência sexual, podem agravar ainda mais a condição. Aproximadamente, um quarto dos casos resultam da toma de medicamentos para a hipertensão, para a ansiedade ou para a depressão.

5. Outras causas


Cirurgias à bexiga ou à próstata podem danificar os tecidos do pénis de forma irreversível. Radioterapia, quimioterapia ou lesões na zona pélvica também podem provocar impotência sexual.

Qual é o tratamento?


O seu médico indicará qual é o melhor tratamento para o seu caso, dependendo da causa que provoca a impotência. Cremes, sprays, géis, medicamentos, terapia, mudanças na alimentação, no estilo de vida ou cirurgias são algumas das opções.
  
Porém, medicamentos como o Viagra ou o Cialis, são a primeira opção para o tratamento da impotência sexual porque são mais eficazes e representam menos riscos do que as restantes opções. Basta tomar um comprimido meia hora antes e os efeitos podem durar até quatro horas. 

Viagra Fabricado por

O Viagra foi o primeiro tratamento para a disfunção eréctil a aparecer no mercado, tendo já tratado mais de 20 milhões de homens. O Viagra (sildenafil) estimula o fluxo sanguíneo para os tecido do pénis, de forma a conseguir uma erecção em 30 minutos. O Viagra está disponível nas doses de 25mg, 50mg e 100mg e os seus efeitos duram até quatro horas. 

Mais Informação e Preços

Cialis Fabricado por

O Cialis (tadalafil) está disponível no mercado desde 2003 e é outro dos tratamentos para a impotência que deve ser tomado consoante a necessidade. Os seus efeitos duram até 36 horas, durante as quais será mais fácil conseguir e manter uma erecção. O Cialis está disponível em 10mg e 20mg e actua em apenas 30 minutos após a toma.

Mais Informação e Preços



Note que estes medicamentos nunca devem ser tomados sem avaliação e prescrição médica. Além dos riscos envolvidos, dependendo do diagnóstico, podem não ser a melhor opção para o seu caso.

Por fim, ao primeiro sinal, não hesite e contacte imediatamente o seu médico de família ou um médico urologista. Nunca é de mais lembrar que a impotência sexual pode ser tratada e que apenas o seu médico pode indicar qual é o melhor tratamento para o seu caso.


Veja também:


Artigos em destaque