Hipertrofia muscular: o que é?

Hipertrofia muscular: o que é?

Saiba mais sobre a hipertrofia muscular.

Um treino intenso (e bem programado) de musculação vai ajudá-lo a aumentar a sua massa muscular. 

Nem todos saberão o significado da expressão hipertrofia muscular ou, simplesmente, dão-lhe outro nome – aumento da massa muscular. Esse é na verdade o grande objetivo de muitas pessoas que praticam musculação. Para alcançar os melhores resultados é necessário seguir um treino rigoroso. 


Já tem o seu plano de treinos?
Obtenha já o seu plano de treinos personalizado e atinja os seus objectivos! Fale com o nosso personal trainer e receba o seu plano de treinos.

O que é a hipertrofia muscular? 


De forma simples, a hipertrofia muscular (também denominada como aumento da massa muscular) é – nada mais, nada menos – que o aumento do volume dos músculos, resultante da realização de exercícios físicos exigentes e intensos, como a musculação. 

Os treinos para alcançar a hipertrofia muscular são indicados para quem pretende emagrecer, combater a flacidez corporal (resultante – muitas vezes – de um estilo de vida sedentário) ou para retardar a progressão da osteoporose (um problema frequente com o avançar da idade), por exemplo. 

No entanto, embora os exercícios de resistência (como a musculação) sejam eficazes para alcançar o aumento da massa muscular, não são suficientes por si só. Segundo a American College of Sports & Medicine para que ocorra a dita hipertrofia muscular devem verificar-se também alguns fatores potenciadores, como: a genética favorável, um enquadramento hormonal e um suporte energético à base de hidratos de carbono e proteínas. 

Aliás, a hipertrofia muscular pode ser potenciada quando, além de um treino intenso e exigente, se alia uma dieta adequada. O consumo de alimentos ricos em hidratos de carbono (para obter mais energia), proteínas (para fortalecer os músculos) ou potássio (que ajuda a combater as cãibras musculares e que pode ser encontrado na banana, por exemplo), são igualmente importantes para obter melhores resultados. 

Que tipo de treino realizar? 


Há quem pense que para alcançar a hipertrofia muscular deve trabalhar os músculos de forma isolada (peitoral, pernas, costas, braços, etc. individualmente e até em dias separados), mas não é bem assim. Senão pense. O corpo humano funciona como um todo (com várias e diferentes funções), onde tudo funcionada de forma integrada e o mesmo deve acontecer com o seu treino. Portanto, realize um treino completo e que trabalhe todo o corpo. Assim, além de obter o aumento muscular pretendido, ainda contribuiu para a melhoria o seu estado físico (tanto para a prática de exercício, como para as situações mais quotidianas). 

Que cuidados ter? 


Este é um tópico particularmente importante. Comecemos pelos resultados. Não basta obtê-los, há que trabalhar para os manter. Portanto, depois de atingir a massa muscular pretendida pode – obviamente – diminuir o ritmo dos treinos, mantendo a massa muscular, mas apenas desde que mantenha os treinos. Se deixar de praticar exercício, volta tudo ao que era antes. 

Depois – e pegando no último parágrafo do ponto anterior – o melhor é fazer um treino completo. Um treino “parcial” pode dar origem a dores (sobretudo) nas costas. O ideal é pedir aconselhamento a um profissional qualificado, que possa até dar-lhe dicas sobre o treino mais adequado ou como realizar os exercícios de forma correta. 

Uma última (mas muito) importante dica. Aconselhe-se sempre com um nutricionista. Este vai poder indicar-lhe qual a dieta mais adequada para si e sem qualquer prejuízo para a sua saúde. E falamos disto porque, na ânsia de obter resultados mais rapidamente, são muitas as pessoas que acabam por usar substâncias como os esteroides, que de bom não têm nada. 


Veja também: