Hiperidrose: saiba como combater este problema

A hiperidrose é um quadro relativamente comum que se caracteriza por uma transpiração excessiva, mais do que o necessário para arrefecer o organismo.

Hiperidrose: saiba como combater este problema
Se considera que sua demasiado, leia com atenção e descubra se sofre de hiperidrose.

Quando ocorre um aumento da temperatura da pele, as glândulas sudoríparas produzem o suor, que por si só, é inodoro, mas adquire odor característico quando entra em contato com bactérias que habitam à superfície da nossa pele.

A hiperatividade das glândulas sudoríparas leva à transpiração excessiva, condição esta conhecida como hiperidrose e o odor desagradável é denominado de bromidrose.

A hiperidrose pode afetar todo o corpo ou, apenas determinadas áreas. As áreas mais comumente afetadas incluem:

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

  • Axilas;
  • Mãos e Pés;
  • Rosto e pescoço;
  • Virilhas.

Por norma, ambos os lados do corpo são afetados igualmente – por exemplo, ambos os pés ou ambas as mãos.

A transpiração excessiva geralmente não representa uma ameaça à saúde, mas pode ser embaraçoso, angustiante e ter um impacto negativo na qualidade de vida.

COMO SABER SE SOFRE DE HIPERIDROSE?


como saber se sofre de hiperidrose

Não existem diretrizes para determinar o que é ou não um nível de transpiração “normal”, mas caso sinta muito suor e este transtorno interfira com o seu quotidiano, provavelmente terá hiperidrose. Por exemplo:

  • Se evita o contacto físico, como apertar as mãos;
  • Se evita participar em atividades que envolvem exercícios físicos, porque sabe que irá agravar a transpiração;
  • Se o excesso de transpiração interfere no trabalho diário, por exemplo, se tem dificuldade em segurar ferramentas ou em usar o teclado do computador;
  • Se gasta uma quantidade significativa de tempo a lidar com a transpiração, por exemplo a tomar banho ou a mudar de roupa.

 

QUAIS SÃO AS CAUSAS DE HIPERIDROSE?


A hiperidrose pode ser dividida em dois tipos, dependendo do facto da causa estar ou não identificada. Estes são conhecidos como hiperidrose primária e secundária.

Hiperidrose Primária

hiperidrose primaria

Hiperidrose que não tem causa óbvia conhecida. Embora não esteja totalmente estabelecido, é reconhecida uma relação com o sistema nervoso simpático. Este controla a maioria das ações não conscientes e funciona também como um termostato.

Caso a temperatura corporal aumente, enviará um sinal ao cérebro para que as glândulas sudoríparas produzam suor de modo a reduzir a temperatura do corpo.

Pensa-se assim que nos casos de hiperidrose primária, esteja presente uma desregulação deste mecanismo.

Hiperidrose Secundária

hiperidrose e gravidez

A hiperidrose secundária pode ter várias causas diferentes, tais como:

  • Gravidez;
  • Menopausa;
  • Baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia);
  • Glândula tiroideia hiperativa (hipertiroidismo);
  • Obesidade;
  • Determinados medicamentos – incluindo alguns anti-depressivos, como o escitalopram, fluoxetina ou sertralina;
  • Algumas infeções, como tuberculose e HIV;
  • Parkinson;
  • Distúrbios das células do sangue ou medula óssea, como o linfoma de Hodgkin.

 

TRATAMENTO DA HIPERIDROSE


antitranspirante e tratamento da hiperidrose

O tratamento de base para a hiperidrose é a utilização de antitranspirantes.

Antitranspirantes que contenham cloreto de alumínio são frequentemente usados para tratar a hiperidrose. Estes controlam a eliminação do suor pelas glândulas sudoríparas, atuando pelo mecanismo de adstringência.

Os desodorizantes, por outro lado, agem principalmente sobre o odor, através de sua ação bacteriostática na superfície da pele

O efeito secundário mais comum do cloreto de alumínio é a irritação leve ou comichão e sensação de formigamento onde é aplicado. Usar o antitranspirante com menos frequência pode ajudar a reduzir a irritação. O uso de emolientes (hidratantes) com regularidade pode ajudar.

Caso as mudanças de estilo de vida e o uso de antitranspirante não sejam eficazes o suficiente, um dermatologista poderá indicar para tratamento posterior, como iontoforese, toxina botulínica (botox) ou cirurgia.

7 CONSELHOS ÚTEIS NA HIPERIDROSE


dicas uteis hiperidrose

  1. Evitar substâncias que podem agravar a transpiração, como alimentos picantes e o álcool;
  2. Usar mais frequentemente antitranspirantes ao invés de desodorizantes (os antitranspirantes possuem sais de alumínio, enquanto os desodorizantes não);
  3. Evitar roupa rígidas e restritivas e materiais com fibras sintéticas como o nylon;
  4. Dar preferência a roupas pretas ou brancas, pois minimiza os sinais de transpiração;
  5. Escudos da axila – ajudam a absorver o suor excessivo e a proteger as roupas;
  6. Usar meias que absorvam a humidade, com materiais constituídos por fibras naturais ou meias desportivas projetadas para o efeito;
  7. Idealmente, usar sapatos de couro ou outro material mais respirável, tentando alternar de calçado todos os dias.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Cátia Rocha Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.