Hemorroida grau um: causas, sintomas e cura

Não é grave e pode ser facilmente tratada. A hemorroida grau um é comum de aparecer e, ao contrário do que possa esperar, não é assim tão complidado.

Hemorroida grau um: causas, sintomas e cura
Tudo sobre este tipo de hemorroidas.

A doença hemorroidária é uma das patologias mais frequentes, sendo as hemorroidas de grau um, as que apresentam sintomas de menor intensidade e a fase ideal para se iniciar um tratamento menos invasivo.

É comum em ambos os sexos, sendo que as hemorroidas ampliadas ou inflamadas ocorrem estatisticamente em 1 em cada 25 pessoas.

Estas podem surgir em qualquer idade, mas são mais prevalentes em pessoas de 45 a 65 anos. Para pessoas de 50 anos ou mais, a taxa de incidência aumenta para 50%.

QUAIS SÃO AS CARACTERÍSTICAS DAS HEMORROIDAS DE GRAU UM?


Tratam-se de hemorroidas internas que ainda estão acima da cavidade anal e que não prolapsam, ou seja, não se exteriorizam através do ânus.

Nesta fase, a dor ainda não é evidente, mas em alguns casos, pode observar-se um leve desconforto e prurido (comichão).

QUAIS AS CAUSAS DO APARECIMENTO DE HEMORROIDAS?


causas do aparecimento das hemorroidas

As “almofadas” hemorroidárias estão presentes à nascença e representam uma característica anatómica normal do canal anal.
O tecido hemorroidário tem três funções principais:

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

  1. Mantém a continência anal, pois o preenchimento vascular constitui 15 a 20% da pressão anal em repouso;
  2. Protege o mecanismo esfincteriano durante a evacuação ao formar uma almofada esponjosa;
  3. Forma um revestimento compressível, permitindo o encerramento completo do ânus.

A hemorroida de grau 1 surge quando estão presentes alterações patológicas responsáveis pela hemorragia (sangramento), prolapso (exteriorização) ou trombose (formação de coágulo).

Embora nenhuma causa específica tenha sido identificada, existem alguns fatores que contribuem para o seu desenvolvimento:

  • Obstipação e/ou diarreia – Distúrbios que perturbam o normal funcionamento intestinal;
  • Hiperpressão abdominal causada pela obstipação ou obesidade;
  • Estilo de vida sedentário, nomeadamente permanecer muito tempo sentado;
  • Alimentação (alimentos picantes ou com muita gordura, álcool)
  • Gravidez.

> Saiba aqui mais sobre as causas do aparecimento das hemorroidas.

COMO SÃO DIAGNOSTICADAS AS HEMORROIDAS DE GRAU UM?


diagnostico das hemorroidas

O diagnóstico de hemorroidas externas pode ser realizado pela simples observação.

No entanto, o diagnóstico de hemorroidas internas, quando estas não estão prolapsadas (hemorroidas de grau um), implica um toque retal, que no entanto pode não ser conclusivo.

Nesse caso, poderá ser necessário realizar uma anuscopia (efectuado com um pequeno espéculo rígido, o anuscópio, inserido poucos centímetros no interior do ânus), uma retosigmoidoscopia flexível (exame endoscópico de imagem realizado através da observação direta do interior do canal anal, reto e cólon e porção final do intestino grosso) ou mesmo uma colonoscopia.

Alguns destes exames permitirão também eliminar a possibilidade de outras causas para os sintomas presentes, por exemplo para a presença de sangue nas fezes.

COMO TRATAR AS HEMORROIDAS DE GRAU UM?


tratamento das hemorroidas

Uma alimentação equilibrada, rica em fibras (frutas, legumes, cereais) e líquidos, a prática regular de exercício físico, assim como bons hábitos intestinais (o doente evacuar sempre que tiver vontade) são medidas gerais que ajudam a prevenir a doença.

Na presença confirmada de hemorroidas de grau um, devem ser adotadas um conjunto de medidas, de modo a prevenir que estas avancem em grau:

  • Corrigir maus hábitos alimentares;
  • Evitar esforço excessivo ao evacuar;
  • Fazer banhos de assento no bidé com água quente;
  • Dar preferência a roupa interior de algodão.

O tratamento medicamentoso tem como objetivo reduzir o esforço durante a defecação e aliviar sintomas como o prurido e dor ao defecar:

  • Uso de pomadas ou supositórios anti hemorroidários, têm como objetivo provocar analgesia do local, devendo ser aplicadas 2 a 3 vezes por dia, por via intrarrectal com uma cânula geralmente fornecida na embalagem;
  • Medicação oral anti-inflamatória e analgésica;
  • Flavonoides auxiliam significativamente na melhoria sintomática da patologia hemorroidária;
  • Laxantes expansores do volume fecal – aumentam o volume fecal, tornando também as fezes um pouco mais húmidas e moles, diminuindo o esforço ao defecar.

> Saiba mais aqui sobre o tratamento das hemorroidas.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Cátia Rocha Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.