5 razões para incluir as flexões no seu treino diário

Um dos exercícios mais temidos de qualquer treino físico é também um dos mais eficazes e compensadores. Descubra aqui 5 razões para fazer flexões diariamente.

5 razões para incluir as flexões no seu treino diário
O facto de envolverem todos os músculos do corpo é apenas uma!

Muito por culpa dos filmes americanos sobre o exército, as flexões tendem a ser consideradas como um castigo, algo que fazemos em esforço e só mesmo obrigados. No entanto, e bem pelo contrário, este exercício pode vir a ser o seu melhor amigo! Exigindo apenas alguns minutos de dedicação diários, as flexões asseguram enormes benefícios e um treino completo que fortalece tronco, abdominais e pernas.

Já tem o seu plano de treinos?
Obtenha já o seu plano de treinos personalizado e atinja os seus objectivos! Fale com o nosso personal trainer e receba o seu plano de treinos.
Diz quem o pratica e recomenda que este é um dos poucos exercícios que trabalha cada um dos músculos do corpo, enquanto queima grandes quantidades de calorias.

Resultado? Se fizer flexões diariamente, vai ficar a sentir-se como se tivesse levado a cabo um treino intensivo, sem ter de abdicar de grandes quantidades de tempo. Para que fique verdadeiramente convencido, seguem 5 razões inquestionáveis para que comece a integrar as flexões nos seus treinos diários.
 

5 razões para incluir as flexões no seu treino diário

 

1.    Tronco - aumenta a força e assegura uma parte superior do corpo bem tonificada

Esta é, provavelmente, a zona mais óbvia no que toca aos objetivos das flexões. De facto, este exercício tem por alvo imediato o peito e ombros, assegurando um torço forte, tonificado e muito bem definido. Se, aos poucos, for aumentando o número diário de repetições, garantimos que vai aumentar consideravelmente a força do tronco, sem ter de levantar uma tonelada de peso.
 

2.    Barriga - fortalece os abdominais sem exigir um único crunch

Se fizer as flexões de forma correta, durante o exercício vai estar a utilizar cada músculo da barriga: o abdominal transverso e o reto abdominal vão ter de trabalhar bastante para estabilizar a coluna, assegurando que esta se mantém alinhada. Resultado? A sua barriga vai ficar musculada e tonificada, sem fazer um único crunch. Não admira que este seja um dos exercícios favoritos de quem quer definir os abdominais rápida e eficazmente.
 

3.    Energia - aumenta rapidamente os níveis de ímpeto e resistência

Os movimentos executados quando se fazem flexões levam a uma melhoria da circulação sanguínea, aumentam o calor corporal e impulsionam o cérebro para que trabalhe de forma mais rápida e eficiente. Assim, da próxima vez que se estiver a sentir em baixo e sem forças para desempenhar determinada tarefa, não hesite: deslize para o chão e faça meia dúzia de flexões. É uma injeção de energia infalível!
 

4.    Metabolismo: aumenta o ritmo metabólico, acelerando a perda de calorias

As flexões são um excelente exercício para aumentar o ritmo metabólico, promovendo a perda de peso. Não é difícil de perceber porquê: ao fazê-las está a exigir um trabalho simultâneo bastante intensivo por parte de vários grupos musculares e, para assegurar resultados, não só o coração tem de se esforçar mais para bombear o sangue, como a respiração se torna obrigatoriamente mais rápida. 
 

5.    Massa óssea - leva ao seu aumento, assegurando a resistência dos ossos

Numa pessoa normal, o organismo vai acumulando cálcio desde o nascimento até à formação completa do esqueleto, que ocorre por volta dos 18/21 anos de idade, altura em que se atinge o valor máximo: o pico de massa óssea. Por volta dos 40 anos, inicia-se o declínio natural desta massa, o que pode deixar os ossos bastante fragilizados. O exercício físico é essencial para travar ou diminuir o avanço do processo; as flexões, que fortalecem os grandes grupos musculares, bem como pulsos e cotovelos, reduzem inevitavelmente as probabilidades de fraturas.
 

Bónus

Se ficou convencido, apresentamos-lhe de seguida dicas de como dar início à sua rotina diária de flexões:
 
  • Comece por fazer a maior número que conseguir de flexões seguidas, sem descansar – esse será o seu número base, a partir do qual irá aumentar as repetições diárias;
  • Cada dia que passe, aumente mais duas flexões, ainda que tenha de descansar antes de terminar a série;
  • Siga esta estratégia até ter atingido um número ou resultado satisfatório para si.

Para finalizar, recomendamos apenas que faça sempre os exercícios com determinação, mas também com cuidado e responsabilidade, para evitar qualquer lesão. Peça um plano de treinos personalizado e saiba como exercer corretamente os exersícios. Resta-nos desejar-lhe bons treinos e ainda melhores resultados!



Veja também: