O que é a faringite e como pode preveni-la?

Os microorganismos responsáveis pela faringite são altamente contagiosos. No entanto, bons hábitos de higiene são fundamentais para evitar a sua transmissão.

O que é a faringite e como pode preveni-la?
Este problema leva várias pessoas a procurarem consultas médicas.

Conhecida comummente como dor de garganta, a faringite é uma inflamação da faringe, e normalmente é provocada pela ação de vírus e bactérias e, mais raramente, fungos.

Este problema pode acontecer devido a infeções virais, como a gripe ou a constipação, ou associada a infeção estreptocócica. Pode ainda surgir associada a infeções sexualmente transmissíveis, como a gonorreia.

Um dos principais motivos que leva as pessoas a procurarem consulta em clínica geral é a faringite. Ainda que em grande parte dos casos seja de origem infecciosa, apenas cerca de 20% justificam tratamento através da administração de antibióticos.

A faringite pode ocorrer em todas as idades, mas é comum entre os 5 e os 11 anos.

Tipos de faringite


tipos de faringite

A faringite pode ser classificada em 3 tipos:

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

  • Viral: provocada por vírus, como o influenza, o parainfluenza,  o rinovírus, o adenovírus, o coronavírus e o herpes simplex oral;
  • Bacteriana: normalmente surge em contexto infeccioso provocado pela bactéria estreptococos beta-hemolítico. Existem outras bactérias que podem provocar faringite como os pneumococos, staphylococcus aureus, mycoplasma pneumoniae ou haemophilus influenzae.
  • Fúngica: é um tipo mais raro e é provocada por fungos como o candida albicans, que pode afetar a faringe em caso de diminuição da imunidade.

Existem ainda 2 subtipos:

  • Aguda: com duração de apenas alguns dias;
  • Crónica: duração de semanas ou meses ou episódios recorrentes.

 

Causas da faringite


causas da faringite

A doença é mais frequente nos meses mais frios e húmidos, como no inverno.

Para além de crianças e idosos, os grupos mais vulneráveis à faringite são os fumadores e pessoas com o sistema imunitário comprometido.

Esta patologia é facilmente transmitida de pessoa para pessoa através do contacto com as gotículas das secreções do indivíduo contaminado. A transmissão das gotículas é feita através da tosse, espirros ou objetos contaminados.

O tipo fúngico da faringite surge por contágio com fluidos genitais contaminados, como a gonorreia.

Sintomas da faringite


sintomas da faringite

Os sintomas dos 3 tipos de faringite são semelhantes:

  • Dor de garganta;
  • Garganta vermelha e com manchas brancas ou purulentas;
  • Dificuldade em falar e deglutir;
  • Febre.

No caso da faringite ser de origem bacteriana podem ser acrescentados outros sintomas, tais como:

  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares e das articulações;
  • Vómitos;
  • Perda de apetite;
  • Febre superior a 39ºC.

Esta doença pode complicar-se, provocando otite, sinusite ou formação de abcessos em torno das amígdalas.

Tratamento da faringite


tratamento da faringite

O tratamento é específico para cada tipo de faringite. No caso dos sintomas não reverterem em 3 ou 4 dias, o médico irá decidir qual o tratamento mais adequado.

Quando os sintomas são persistentes, o mais provável é que se trate de uma faringite de origem bacteriana. Este tipo da doença normalmente é mais grave e de maior duração.

O tratamento varia conforme o tipo:

  • No caso de ser de origem viral, os sintomas tendem a desaparecer cerca de 3 a 4 dias após o seu início. O alivio dos sintomas pode ser feito através do uso de anti-inflamatórios e analgésicos. É importante manter o repouso e ingerir grandes quantidades de líquidos para manter a hidratação.
  • Se for do tipo bacteriana, são normalmente prescritos antibióticos específicos para a bactéria responsável. O tratamento é feito durante 7 a 10 dias, associado à administração de anti-inflamatórios e analgésicos para o alívio dos sintomas. É recomendado repouso e ingestão de líquidos reforçada.
  • A faringite de origem fúngica é tratada através da administração de fármacos antifúngicos para eliminar o fungo responsável pela infeção.

 

Prevenção da faringite


prevencao da faringite

Os microorganismos responsáveis por esta patologia são altamente contagiosos. A contaminação pode ser prevenida através de bons hábitos de higiene:

  • Lavar as mãos com frequência, principalmente depois da utilização de instalações sanitárias, antes e depois de comer e sempre que se espirra ou tosse;
  • Não partilhar alimentos, copos ou talheres;
  • Tossir ou espirrar para um lenço de papel imediatamente descartado após a sua utilização;
  • Quando não existir a possibilidade de lavar as mãos com água e sabão, recorrer soluções alcoólicas;
  • Evitar o contacto com telefones públicos ou beber água de fontes públicas;
  • Desinfetar com frequência telefones, comandos e teclados de computador;
  • Evitar contacto próximo com indivíduos contaminados.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.