Quais as doenças que passam pelo beijo?

O beijo oferece muitos benefícios para a saúde, mas também pode transmitir um pequeno número de bactérias e vírus causadores de doenças. Bactérias e vírus na saliva ou sangue de uma pessoa, podem ser transmitidos para outra pessoa através do beijo. Algumas doenças são mais facilmente disseminadas do que outras. Esteja atento.

Quais as doenças que passam pelo beijo?
Conheça as doenças que podem ser transmitidas pelo beijo.

Estudos indicam que cerca de 80 milhões de bactérias e vírus são transferidos durante um beijo de 10 segundos.

Fique a conhecer as doenças que passam pelo beijo.

5 DOENÇAS QUE PASSAM PELO BEIJO


1. Constipação comum

doencas que passam pelo beijo e constipacao

Também conhecida como infeção do trato respiratório superior. Muitos vírus diferentes podem causar uma constipação. Acredita-se, no entanto, que as constipações sejam disseminadas pelo contacto direto com o vírus.

Os meios mais comuns de transmissão das constipações são através de gotículas no ar ou por contato direto com secreções (fluidos e mucosas) do nariz e da garganta da pessoa infetada.

2. Herpes

herpes labial

Quando o herpes labial irrompe, os beijos devem ficar adiados até que as lesões desapareçam. É que esta doença é causada por um vírus altamente contagioso. O herpes é, talvez a doença mais comum entre as doenças que passam pelo beijo.

As lesões na pele em redor dos lábios denunciam facilmente os surtos de herpes labial: são pequenas bolhas que se agrupam, que causam desconforto físico, mas são, sobretudo, fonte de algum incómodo social.

O incómodo provém do seu aspeto inestético, mas a verdade é que o herpes labial é altamente contagioso. Trata-se de uma infeção causada pelo vírus herpes simples, que passa muito facilmente de um corpo para o outro através do contacto com fluidos infetados.

3. Mononucleose infeciosa (doença do beijo)

tosse e mononucleose infecciosa

Chamada de “doença do beijo”, a mononucleose é geralmente causada pelo vírus Epstein-Barr e os sintomas incluem extrema fadiga e sintomas semelhantes aos da gripe, como febre, dor de garganta, fraqueza muscular e glândulas linfáticas inchadas. As idades de 15 a 30 anos são mais suscetíveis.

O vírus Epstein-Barr é transmitido de humano para humano através da saliva. Por este motivo ganhou a alcunha de “doença do beijo”. Além do beijo, a mononucleose pode ser transmitida através da tosse, espirros, objetos como copos e talheres ou qualquer outro modo onde haja contato com a saliva de uma pessoa contaminada.

4. Citomegalovírus

Citomegalovirus

O citomegalovírus é outro membro não tão conhecido da família do herpes que faz parte das doenças que passam pelo beijo.

Na maior parte das pessoas infetadas, a doença é inaparente ou pode ser confundida com doenças benignas e de curta evolução. Febre, fadiga e dores musculares são sintomas comuns, mas os casos graves podem resultar em convulsões, pneumonia, encefalite (uma inflamação do cérebro) e problemas visuais.

O citomegalovírus nunca abandona o organismo da pessoa infetada. Permanece em estado latente e qualquer baixa na imunidade pode reativar a infeção.

Uma das formas mais simples de se transmitir o citomegalovírus é através do beijo, porque o vírus pode ser transmitido pela saliva.

5. Sífilis

Sifilis

A sífilis é uma condição altamente infeciosa, e uma de suas características é o desenvolvimento de feridas na boca. As lesões são geralmente arredondadas e abertas.

Esta doença também pode ser transmitida através da saliva, ou seja, beijar alguém que tem sífilis aumenta o risco de desenvolver a doença.

Mas como nem tudo são consequências negativas… Beijos apaixonados trazem diversos benefícios para a saúde:


beijo apaixonado

1 – Ligação emocional: beijar contribui para uma relação prazerosa, é importante na intimidade física e ajuda a manter uma sensação de união e amor.

2 – Redução do stress: beijar liberta substâncias químicas calmantes que reduzem os níveis de stress e acalmam a mente.

3 – Aumento metabólico: o beijo queima calorias. Quanto mais apaixonado o beijo, maior o impulso metabólico.

4 – Boca mais saudável: a saliva contém substâncias que combatem bactérias, vírus e fungos. Beijos profundos aumentam o fluxo de saliva, o que ajuda a manter a boca, dentes e gengivas saudáveis.

5 – Aumento da imunidade: a exposição a microrganismo fortalece o sistema imunitário.

Veja também:

Farmacêutica Cátia Rocha Farmacêutica Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.