Distimia: a doença do mau humor

A distimia é uma forma de depressão mais suáve mas de maior duração e igualmente preocupante. É conhecida como a doença do mau humor ou a doença da tristeza.

Distimia: a doença do mau humor
Entenda quais as situações em que o mau humor pode significar doença.

A distimia configura um tipo de depressão crónica, em que o indivíduo apresenta sintomas de depressão leve na maior parte dos casos, sendo que dificilmente percebe o que o levou a este estado depressivo. 
 

Desmistificar a doença: o que é a distimia? 


É um tipo de depressão menor, ocorrendo de forma crónica e, por isso, com a persistência dos sintomas de tristeza e mau humor durante um longo período de tempo. Na maior parte dos casos, estas situações podem durar até dois anos. 


Como são as pessoas com esta doença?

As pessoas que sofrem desta doença são capazes de realizar as suas tarefas habituais e diárias, mas sentem faltam de prazer, tristeza, desânimo, desinteresse pela vida, baixa auto-estima e os sentimentos de negatividade apoderam-se delas de forma prolongada.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.
Têm, normalmente, dificuldade em recordarem-se de momentos em que se sentiram felizes, entusiasmados ou inspirados, parecendo que estiveram deprimidos durante toda a sua vida. Há, ainda, por parte das pessoas afetadas pela doença, uma forte tendência para o isolamento.

Os indivíduos sentem-se, muitas vezes, culpabilizados, irritados, sem energia e com dificuldades em dormir de forma tranquila. 
 

A quem afeta e como se diagnostica?

A distimia afeta duas a três vezes mais as mulheres do que os homens. O diagnóstico é confirmado, essencialmente, quando uma pessoa demonstra um humor depressivo durante, pelo menos, dois anos. Nas crianças, basta um ano de duração e, em vez de tristeza ou humor depressivo, as crianças podem demonstrar irritabilidade fora do comum e normal. 
 
A distimia surge, por vezes, associada a algumas perturbações de personalidade. Nas crianças, está relacionada com perturbações da ansiedade, perturbações de aprendizagem, défices de atenção, hiperatividade, perturbações de comportamento e atraso cognitivo. 
 
Esta doença pode ser diagnosticada por um psiquiatra, psicólogo ou psicanalista. A distimia tem cura e pode ser alcançada com o uso de medicamente antidepressivos, recorrendo sempre a prescrição médica.

O tempo de tratamento pode variar entre 1 a 4 anos, mas é possível que o indivíduo apresente novos quadros de distimia durante a vida, necessitando novamente de tratamento clínico e psicológico. 
 

Sintomas da distimia 


depressao

Quando sofre de distinta, a pessoa apresenta, pelo menos, dois dos seguintes sintomas: 
 
  • Comer em demasia ou perda de apetite;
  • Dormir demasiado ou dificuldades em dormir;
  • Fadiga e falta de energia;
  • Dificuldades de concentração ou de tomada de decisões;
  • Sensação de impotência;
  • Mau humor frequente;
  • Angústia;
  • Sentimento de falta de esperança;
  • Isolamento social;
  • Ansiedade, inquietação, insatisfação, irritabilidade. 
     
Os sintomas causam, normalmente, forte perturbação ou dificuldades no funcionamento familiar, ocupacional ou noutra área importante da vida quotidiana. 
 

Tratamento para melhorar o humor 


psicanalise

O tratamento para a distimia pode ser feito através de sessões de psicoterapia ou psicanálise e com o uso de medicamentos antidepressivos, sob a orientação médico-psiquiatria. 
 
As sessões de psicanálise podem ter um papel importante enquanto ajuda nos casos de distimia, especialmente a terapia cognitiva comportamental, pois o psicanalista poderá ajudar o indivíduo a descobrir quais as circunstâncias que levam à depressão, e assim estruturar uma resposta emocional adequada para cada situação. 

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

 

Veja também:

Ler mais