Dieta cetogénica: uma dieta eficaz?

Dieta cetogénica: uma dieta eficaz?

Saiba em que consiste a dieta cetogénica.

A dieta cetogénica, além de ajudar a perder peso ainda apresenta benefícios para o tratamento da epilepsia, por exemplo. 

dieta cetogénica é uma abordagem dietética que consiste na restrição da ingestão de hidratos de carbono, com consequente ingestão compensada de gorduras e proteína.

O valor diário de hidratos de carbono “permitido” varia entre 20g-50g por dia ou 5% do valor energético total do dia alimentar.
 

Como funciona?


A dieta cetogénica é, portanto, uma dieta com valores elevados de gordura, aporte adequado de proteína e ingestão muito baixa de hidratos de carbono. Esta combinação faz com que a energia seja utilizada de forma diferente no organismo.

Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
A gordura é convertida em ácidos gordos e em corpos cetónicos.

É importante explicar que o nosso organismo utiliza, em primeira linha, os hidratos de carbono como fonte de energia. Esgotando as reservas do músculo e do fígado, torna-se necessário encontrar uma fonte de energia alternativa.

É nesta altura que o fígado produz os corpos cetónicos, que conseguem servir como fonte de energia alternativa para o cérebro e outros tecidos e sistemas.

Os corpos cetónicos não são perigosos. Podem ser detetados na urina, no sangue e no ar expirado.
 

O que é permitido?


A aplicação prática da dieta cetogénica é bastante complicada devido às restrições que impõe – nomeadamente no que diz respeito à quantidade (muito) reduzida de hidratos de carbono que é permitida.

Note que 20 gramas de hidratos de carbono correspondem a menos que um pão, que uma mão de cereais e aproximadamente a uma peça de fruta, pelo que a lista de alimentos proibidos é bastante extensa, de modo a que a dieta seja cumprida de forma correta. 
 
Também o aporte proteico tem que ser rigorosamente controlado na dieta cetogénica, uma vez que um consumo demasiado elevado pode aumentar os níveis de insulina e diminuir o número de corpos cetónicos.
 
Deste modo, a ingestão proteica deve ser suficiente para evitar a perda de massa muscular mas não em demasia, de modo a não interromper a cetose.
 
Veja com mais pormenor quais os alimentos permitidos e proibidos na dieta cetogénica.
 

A dieta cetogénica...


perda de peso

 
1. Na perda de peso

 A dieta cetogénica é por muitos considerada uma maneira eficiente de perder peso.

Seguir uma dieta cetogénica parece ser mais saciante, provocar uma maior perda de peso e de massa gorda quando comparada com uma dieta em que o teor de hidratos de carbono “permitido” é mais elevado.
 
O número aumentado de corpos cetónicos, juntamente com a diminuição dos níveis de glicose (açúcar) no sangue e uma melhoria na resistência à insulta também parecem estar relacionados com a perda de peso que a dieta cetogénica parece conseguir promover.  
 
 


2. No desporto

 A dieta cetogénica pode ajudar se o objetivo for melhoria da composição corporal/estético, uma vez que parece não haver grande efeito a nível da força, pelo que não irá prejudicar o treino.
 
Note que, no entanto, a restrição energética (de calorias ingeridas) por si só constitui uma forte estímulo ao catabolismo muscular. Grande parte das dietas cetogénicas implicam uma diminuição da energia ingerida, o que pode provocar/acelerar a perda de massa muscular.
 
Deste modo, o treino de força tem um papel importa uma vez que consegue diminuir esta perda, independentemente da composição da dieta.

►Saiba mais sobre a dieta cetogénica no desporto aqui

 


 3. Na epilepsia

 Esta é uma das utilizações com maior importância da dieta cetogénica.
 
Como acima mencionado, esta dieta faz com que haja uma elevação dos corpos cetónicos no corpo – a chamada cetose – o que por sua vez leva à redução da ocorrência de crises de epilepsia.
 
Efetivamente, vários estudos mostram que esta dieta consegue reduzir ou prevenir crises de epilepsia em crianças cujas crises de epilepsia não conseguem ser controlados exclusivamente através de medicação.
 
Mais de metade das crianças que seguem a dieta cetogénica têm uma redução de, pelo menos, 50% no número de crises. Algumas crianças, inclusive, têm as suas crises eliminadas por completo quando seguem a dieta cetogénica.

►Saiba mais sobre a dieta cetogénica na epilepsia aqui


Note que…


A dieta cetogénica é uma abordagem bastante restritiva, cuja aplicação prática é bastante complicada, exigindo uma elevada auto disciplina.

Assim, se pretende iniciar uma dieta cetogénica consulte um nutricionista ou dietista de modo a poder ser acompanhado de forma personalizada durante este processo.

 

 

Veja também: