Como deixar de ressonar?

Como deixar de ressonar?

Siga algumas dicas que o podem ajudar.

Perceba o que o faz ressonar e como pode atenuar o problema. 
 

Ressonar! Esse problema que afeta milhões de homens e mulheres (sim, as mulheres também ressonam!) em todo o mundo. Mais concretamente – e segundo alguns estudos – 45% dos homens e 35% das mulheres em todo o mundo. Em Portugal, 20% da população ressona (cerca de dois milhões de portugueses). Os números não são animadores e os efeitos também não. A roncopatia (como também é designado o problema) afeta não só as pessoas que veem o seu sono ser perturbado pelo barulho da pessoa a ressonar ao seu lado, mas também quem ressona, já que a qualidade do seu sono também é afetada. Mas temos boas notícias: há solução. Ou melhor há várias soluções possíveis. Conheça algumas.
 

Tome nota:
O IMC é uma forma simples e eficaz de perceber se o seu peso é o ideal. Faça o teste agora.

Porque ressona?


Em termos práticos, a roncopatia é uma anomalia respiratória. Na maioria dos casos, as pessoas ressonam porque durante o sono se verifica o relaxamento dos tecidos moles da orofaringe (boca e faringe), diminuindo o espaço para a passagem do ar e aumentando a resistência das vias aéreas, o que provoca a vibração do ar e originando o “famoso” ruído.

Há ainda casos em que se verificam malformações anatómicas como o desvio do septo nasal ou problemas nas amígdalas, úvula ou palato. Mas existem outras causas que podem justificar a obstrução das vias respiratórias como o excesso de peso, a posição em que a pessoa dorme, a alimentação, consumo de álcool, tabagismo ou o consumo de certos medicamentos, por exemplo.
 

Como corrigir?


Ressonar pode até parecer algo banal, mas as consequências podem afetar (e muito) a vida de quem sofre com este problema – tanto quem ressona como quem convive o barulho. Repare. A pessoa que ressona até pode parecer estar a dormir profundamente, mas na verdade não está. A roncopatia afeta a qualidade do sono de quem sofre desta anomalia, já que acordam diversas vezes durante a noite para “corrigir” a respiração e se sentem mais cansados durante o dia ou podem mesmo sentir dores de cabeça ao acordar.

E depois há o outro lado. Para quem divide o quarto com uma pessoa que ressona o ruído significa uma noite de sono mal dormida e já se sabe que a privação de sono tem efeitos nefastos nas pessoas, podendo contribuir para o aumento dos níveis de stress e de irritabilidade. Isto sem falar que o ressonar pode ter consequências também no relacionamento físico de um casal.

Portanto, chega de desculpas ou de “fugir” ao assunto (mais no caso das senhoras). Está na hora de resolver o problema e acabar de vez com o problema. Aqui ficam cinco dicas.
 

1. Altere a posição em que dorme


Quem dorme de costas tem mais tendência a ressonar, para acabar de vez com os “roncos” pode só precisar de mudar de posição. Opte por dormir de lado, já que nesta posição há menos probabilidade de provocar obstruções na garganta.
 

2. Descongestione o nariz


Para não ressonar deve respirar pelo nariz, no entanto, se estiver a sofrer de congestão nasal, tendencialmente vai respirar pela boca e, consequentemente, ressonar. Para evitar que isso aconteça, “desentupa” as vias nasais. Pode usar descongestionantes (à venda em farmácias) ou inalar vapores (de eucalipto, por exemplo) antes de ir dormir.
 

3. Perca peso


O excesso de peso pode provocar a diminuição do espaço para a passagem de ar e dificultar a respiração fazendo com que ressone.
 

4. Evite consumir álcool antes de ir dormir


O consumo de álcool faz com que os músculos relaxem e dificultem a respiração. Evitar consumir bebidas alcoólicas antes de se deitar pode ser a resposta para o seu problema.
 

5. Use tiras, clips nasais ou aparelhos bocais


Existe uma série de produtos disponíveis no mercado que facilitam a respiração e evitam que ressone.
 
Se nenhuma destas dicas resultar ou se a sua roncopatia for consequência de uma malformação anatómica consulte um especialista que poderá avaliar o seu caso e recomendar tratamentos adequados.

 

Veja também: