7 Contraindicações da spirulina

7 Contraindicações da spirulina

Saiba em que casos não deve consumir esta microalga.

É considerada um superalimento, mas nem todos podem consumi-la e usufruir das suas propriedades. Descubra as contraindicações da spirulina.

A spirulina entrou no nosso quotidiano nos últimos anos. Apesar de muitas vezes ser chamada de alga marinha, é na verdade uma cianobactéria.

Com forma de espiral e de cor esverdeada, a spirulina tonou-se num complemento alimentar muito valorizado graças ao seu valor nutricional e às excelentes propriedades para a saúde.

Mas, ainda assim, deixamos-lhe algumas contraindicações da spirulina.


Certifique-se de que não lhe faz mal


Spirulina
Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!

A spirulina é conhecida pelos seus inúmeros benefícios e por ser relativamente segura, mesmo em doses elevadas. No entanto, é importante lembrar que a spirulina possui algumas contraindicações e pode provocar efeitos adversos.

Assim sendo, e tal como acontece com qualquer suplemento alimentar, não comece a consumir spirulina antes de se certificar de que esta não é prejudicial para a sua saúde. 

Para isso, é importante que consulte o seu médico assistente ou um nutricionista com o intuito de saber qual a dose indicada para si, informar-se sobre as contraindicações da spirulina e esclarecer as suas dúvidas sobre esta alga. 



Quem não pode consumir spirulina


Antes de mais, e porque a spirulina pode ser contaminada com algumas substâncias tóxicas, é importante que compre uma marca conceituada no mercado e devidamente reconhecida.

Depois, para evitar as contraindicações da spirulina, bem como os possíveis efeitos colaterais causados por um uso incorreto ou excessivo, é preciso conhecê-los. Apresentamos de seguida os casos em que não é recomendado o consumo de spirulina.



1. Mulheres grávidas ou a amamentar

Uma das contraindicações da spirulina é no caso de mulheres grávidas ou em período de amamentação. Apesar de não terem sido apontados efeitos graves ou severos nestes casos, é fundamental que durante a gravidez ou a amamentação, as mulheres consultem o seu médico para saber se podem ou não tomar spirulina. 



2. Crianças pequenas

Também não é recomendável dar spirulina a crianças pequenas sem antes consultar o pediatra. Siga sempre as indicações do médico para evitar possíveis efeitos secundários.



3. Pessoas com fenilcetonúria

Esta microalga contém fenilalanina, pelo que é contraindicada em pessoas com fenilcetonúria, uma doença genética que torna incapaz a metabolização da fenilalanina.



4. Doenças da tiroide 

As pessoas que sofrem de problemas na glândula da tiroide, como hipotiroidismo ou hipertiroidismo, não devem tomar spirulina, já que o iodo que esta contém pode afetar o seu funcionamento.



5. Alergia ao marisco

As pessoas que são alérgicas ao marisco não devem consumir spirulina sem antes consultar o médico, pois também podem ser alérgicos a esta microalga. 



6. Doenças autoimunes

O uso da spirulina não está indicado para pessoas com problemas no sistema imunitário, pois o aumento da atividade imunitária pode aumentar os sintomas de doenças autoimunes como esclerose múltipla, lúpus ou artrite reumatoide. 



7. Medicação

Se estiver a tomar medicamentos de forma contínua ou a fazer um tratamento específico, consulte o seu médico para saber se o consumo de spirulina pode afetar a sua eficácia e reduzir ou suprimir os seus efeitos no organismo.



Efeitos secundários da spirulina


Para além das contraindicações da spirulina, também se podem manifestar alguns efeitos colaterais causados pelo seu uso incorreto ou excessivo. 

Dependendo da qualidade da spirulina, da dosagem e do organismo de cada pessoa, podem surgir os seguintes efeitos secundários:
 
  • Mal-estar. 
  • Prisão de ventre.
  • Dores de estômago.
  • Sede.
  • Náuseas.
  • Erupções cutâneas.
  • Tonturas. 

Se manifestar qualquer um destes sintomas, suspenda de imediato o consumo de spirulina e consulte o seu médico.

 
Saiba as melhores dicas para ficar em forma !
 

Veja também: