Quais são os métodos de contracepção de emergência?

Apesar de haver cada vez mais informação e investimento na educação sexual, a contracepção de emergência é um método cada vez mais utilizado.

Quais são os métodos de contracepção de emergência?
Saiba quais são os prós e os contras deste método.

A contracepção de emergência é um método contraceptivo para situações de emergência.  Apesar de haver cada vez mais informação e investimento na educação sexual, este é um método cada vez mais utilizado.

Segundo a OMS, só é considerada gravidez após a fixação do embrião à parede uterina. Sendo assim, não é considerado um método abortivo.

Pode ser usado até 120 horas (5 dias) depois da relação sexual desprotegida e em que haja risco de gravidez, como por exemplo numa relação sexual desprotegida ou em caso de violação. Também pode ser utilizado quando há algum problema no uso do método utilizado (por exemplo, o preservativo rasgou, falhou a toma da pílula, o DIU deslocou-se…).

Quanto mais rápido é o seu uso maior é a sua eficácia.

Como actua a contracepção de emergência?


modo de atuacao da contracepcao de emergencia

A contracepção de emergência actua bloqueando ou atrasando a saída do óvulo do ovário (ovulação), faz com que o espermatozóide e o óvulo não se encontrem (fertilização) e impede que o óvulo fertilizado se fixe na parede do útero (nidação).

Este método é diferente dos métodos de aborto médico que actuam depois da implantação do óvulo.

Quais são os tipos de contracepção de emergência existentes?


Hormonal

contracepcao de emergencia hormonal

O método hormonal é também conhecido como pílula do dia seguinte. Existem 2 tipos, ambos de venda livre nas farmácias:

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

  • Pílula com Levonorgestrel: uma única única, eficaz até 72 horas após a relação sexual desprotegida.
  • Pílula com Acetato de Ulipristal: uma única toma, eficaz até 120 horas após a relação sexual desprotegida.

DIU (dispositivo intra-uterino com cobre)

contracepcao de emergencia DIU

O DIU é usado como método contraceptivo de barreira. Para além disso, também pode ser usado como método contraceptivo de emergência.

Deve ser colocado o mais cedo possível, apresentando eficácia até 120 horas após a relação sexual desprotegida.

A sua colocação tem de ser feita por um profissional de saúde com competências para tal.

Quando se pode iniciar um método contraceptivo?


Em caso de iniciar ou retomar um método contraceptivo hormonal, pode ser iniciado no dia a seguir à toma deste contraceptivo.

Durante 7 dias deve utilizar um método contraceptivo adicional (preservativo ou abstinência). Não existe a necessidade de esperar pela menstruação.

A contracepção de emergência tem efeitos secundários?


contracepcao de emergencia efeitos secundarios

Os efeitos secundários mais comuns são náuseas, vómitos, hemorragias irregulares, tensão mamária, cefaleias e fadiga.

Nota Importante


  • Pode existir a ocorrência de efeitos secundários transitórios;
  • Após a toma deste método contraceptivo a menstruação pode antecipar-se ou atrasar-se;
  • É fundamental realizar um exame à urina para verificar se o método foi eficaz ( 3 semanas após a relação sexual de risco);
  • Não deve ser um método de uso regular, pois a sua eficácia é baixa quando comparada com os métodos contraceptivos normais;
  • Não é abortivo;
  • Não tem consequências na fertilidade;
  • Não tem efeito nas relações sexuais desprotegidas mantidas depois depois da sua toma (só protege das anteriores);
  • Após a utilização deste método deve ser iniciada a toma de um método contraceptivo de uso regular, após aconselhamento médico;
  • A eficácia da contracepção de emergência é maior quanto mais rapidamente for tomada após a relação sexual desprotegida;
  • O efeito deste método após 5 dias é mínimo, a sua eficácia é maior nas primeiras 72 horas depois da relação sexual desprotegida;
  • A pílula do dia seguinte pode ser utilizada por qualquer mulher que tenha necessidade.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.