Como fazer com que o seu bebé largue a chupeta

Como fazer com que o seu bebé largue a chupeta

7 Dicas para se despedir de vez da chupeta.

O seu filho não quer largar a chupeta? É preciso que o faça o quanto antes para prevenir problemas dentários. Experimente estas dicas.

Se nos primeiros meses de vida, a chupeta é até recomendada para, por exemplo, reduzir os riscos do síndrome de morte súbita nos bebés, após algum tempo pode ser prejudicial. A chupeta funciona quase como calmante, sendo o socorro de bebés e pais em situações de desconforto e descontrolo.

Contudo, à medida que a criança cresce, é importante que encontre outras formas de se acalmar e é também por isso que é necessário que largue a chupeta para aprender outras competências.

Que consequências podem surgir pelo uso da chupeta?


O uso excessivo da chupeta pode causar problemas na arcada dentária e pode atrasar o desenvolvimento da fala. O seu uso está diretamente relacionado com as más formações ósseas e consequente má posição dentária que, no futuro, pode obrigar ao uso de aparelho dentário. Porém, casos há em que estas alterações podem corrigir-se automaticamente se a criança largar a chupeta até aos quatro anos de idade. 


6 Dicas para ajudar as crianças a largar a chupeta

Tome nota:
A ligação que existe entre uma mãe e um filho é a mais poderosa! Receba já todas as dicas para si e o seu bebé.

O ideal será que as crianças larguem a chupeta por sua iniciativa mas isso nem sempre é fácil. Enquanto algumas crianças nem ligam à chupeta ou a deixam por livre vontade, outras consideram-na o seu bem mais precioso.

Pediatras e dentistas recomendam que comecem a largar a chupeta entre os 18 e os 24 meses. Mas se o seu bebé é um “chuchador", a expressão “é mais fácil dizer do que falar”, assenta aqui que nem uma luva. Estas dicas, talvez ajudem.


1. Pais mentalizados

Primeiro, é importante que os pais se mentalizem: largar a chupeta não pode acontecer da noite para o dia. É algo que tem que acontecer aos poucos e, especialmente se a criança está a ter dificuldade, é importante que lhe explique porque razão tem que largar a chupeta. Pode ajudar se disser que já muito crescida para a usar durante o dia, deixando-a só para a hora de dormir.

Assim, comece por deixar de usar a chupeta durante o dia, deixando-a só para as horas da sexta e da noite. Depois, corte a chupeta na hora da sexta e, por fim, na hora de dormir à noite. 


2. Alterações progressivas

Procure não fazer muitas alterações ao mesmo tempo. Lembre-se que, regra geral, o ser humano é avesso a mudanças. Por isso, se está a tentar que o seu filho largue o biberão, as fraldas, se vai começar a escola ou nasceu um irmão, por exemplo, vá com calma. Uma mudança de cada vez já é de mais para os mais pequeninos.

3. Arranje um substituto

A hora de dormir pode ser a mais difícil, por isso, quando decidir largar a chupeta à noite, pode  ajudar substituir esse conforto por uma fralda ou um peluche. Prepare-se para algumas birras e até alguma dificuldade em adormecer.

4. A Fada dos Dentes

Se a sua vida não permite fazer este processo de forma gradual ou, simplesmente, quer experimentar outro método, pode tentar que o seu filho largue a chupeta de uma só vez. Ao estilo da Fada dos Dentes, a criança deixa a chupeta debaixo da almofada e, no dia seguinte, encontra um presente. 

5. Saiba quando avançar

O fim de semana é a melhor altura para fazer este tipo de alterações, quando estão todos mais relaxados, com paciência e tempo para todas as questões que possam surgir. Se a chupeta já estiver bastante gasta, pode ser mais fácil. Experimente explicar à criança que a chupeta já está muito estragada e que já não é seguro usar. Correndo bem, livre-se dela imediatamente.

6. Crie um calendário

Está a ver o Calendário do Advento? Faça um semelhante para ajudar o seu filho a largar a chupeta. Defina uma meta e, por cada dia que a criança não usar a chupeta durante o dia ou noite, recebe um prémio. Não se esqueça de o premiar também com palavras, por isso, elogie cada conquista!
Por fim, agora que conseguiu que o seu filho largue a chupeta, seja em que fase do processo estiver, não volte atrás. O caminho é sempre para a frente. 



Veja também: