Como aliviar as cólicas do bebé?

Como aliviar as cólicas do bebé?

As causas e os truques para ajudar pais e bebés.

Já não sabe o que fazer às cólicas do seu bebé? Perceba porque acontecem e conheças as melhores  formas de resolver.

Regressaram a casa do hospital, já se passaram alguns dias e está tudo bem, o bebé dorme quando tem que dormir, come quando tem comer, não há sinal de cólicas e até parece fácil. É possível que assim continue mas é também muito possível que todas estas mudanças tenham um impacto no seu bebé.

O regresso a casa deve ser vivido de forma tranquila, sem grandes perturbações ou sinais de ansiedade, recomenda o pediatra Mário Cordeiro. Se o bebé pressentir e acumular algum tipo de stresse vai ter que o libertar e isso vai surgir em forma de cólicas no seu bebé porque, de acordo com o mesmo médico, “ainda estará para nascer o bebé que não tem cólicas no primeiro trimestre de vida”.

Porque surgem as cólicas nos bebés?


 
Tome nota:
A ligação que existe entre uma mãe e um filho é a mais poderosa! Receba já todas as dicas para si e o seu bebé.
Como já referimos, nos primeiros meses de vida, é preciso que o bebé se sinta num ambiente calmo e sem grandes azáfamas.

Sabemos que é difícil segurar a vontade de familiares e amigos de conhecer o novo membro da família mas procure poupar o seu bebé a uma sobrecarga de informação que lhe pode ser prejudicial.

É natural que, nas primeiras semanas, os pais quebrem de cansaço físico e mental. Entre biberões, choros, preocupação e adoração ao bebé, os dias não chegam para tudo o que há a fazer, nem as noites são suficientes para repor energias.

Procure manter a calma e socorra-se de toda a ajuda possível para que o consiga (os super heróis só existem na banda desenhada) e lembre-se que o seu bebé pressente a sua má energia, preocupação, insegurança e ansiedade e isso transforma-se em… cólicas.

 

Quais são o tipo de cólicas?




É frequente, muito por força do desespero, de correr tudo o que é choro como cólicas do bebé mas  não será sempre assim. A forma de comunicar de um bebé é uma, chorar, assim, ele pode estar a chorar porque quer comer ou tem sede, porque tem frio ou calor, porque tem sono, está aborrecido ou cansado, porque tem dor ou desconforto. 



1. Cólicas do fim do dia

Chega o final do dia e o bebé começa a ficar agitado, acorda com nada, estremece, encolhe as pernas e fica muito vermelho, abre e fecha as mãos e os braços, bolça e chora desalmadamente. Esta é uma fase de organização do cérebro pelo qual o bebé passará até atingir um grau de maturidade superior.

Segundo o pediatra Mário Cordeiro, o que o bebé tem é um overdose de estímulos e precisa descomprimir, de deitar cá para fora o que o está a afligir.

Ora, como o bebé não fala, chora de forma intermitente e ritmada. Ajuda se não o estimular ainda mais, procurando acalmar o seu desespero embalando-o, ouvindo música ou mesmo com um banho. 
 
 


2. O ar

Os bebés engolem ar quando chucham, comem ou abrem a boca, é aquilo que se chama de “aerofagia fisiológica” porque ainda não têm mecanismos que controlem em simultâneo a respiração e a deglutição. Ao engolir ar, o intestino dilata e empurra o diafragma o que causa dor e soluços.

Se tiverem o nariz tapado na altura em que vão mamar, engolem muito mais ar. É, por isso, importante limpar o nariz do bebé com soro fisiológico antes de mamar.

O tipo de tetina, de biberão e o ritmo a que comem pode influenciar a entrada de ar. Por isso, se o seu bebé sofre muito com cólicas, procure um biberão e uma tetina ou mamilo de silicone que ajude a diminuir o esforço e faça algumas pausas para que o bebé descanse.

Além disso, é importante colocar o bebé a arrotar entre cada peito e no final de mamar de ambos. Nunca deixe o seu bebé adormecer sem arrotar!
 
 


3. Outras razões 

Para além destas, outras causas podem provocar cólicas no bebé, nomeadamente: intolerância ao leite de vaca, no caso de crianças alimentadas com substitutos do leite materno, ou imaturidade intestinal que resultam na dilatação do intestino e consequente dor.

 


Como aliviar as cólicas do bebé?



Os pais, melhores do que ninguém, saberão quais são as melhores formas para acalmar o bebé de entre todas as mezinhas que existem para aliviar as cólicas. Não há uma fórmula certa ou errada, é uma questão de ir tentando até conseguir sossegar o seu bebé.

Porém, sabemos que alguns alimentos podem provocar uma reação intestinal do bebé, por isso, se está a amamentar, evite: alimentos condimentados, brócolos, cafeína (café, chá, refrigerantes), cebola, couve, chocolate, especiarias, feijão, grão, leite, lentilhas, melão, nozes, nabo, pimentos e pepino. Vá experimentando mas, já sabe, se algum alimento lhe provoca gases, provavelmente, vai provocar cólicas ao bebé.

O  bebé acabou de sair de um ambiente tranquilo e aconchegado, precisa que a sua transição para o mundo seja pacífica e só quer mesmo é mimo e amor.

Os bebés são muito sensíveis ao toque e querem é estar pertinho dos pais. Uma massagem é uma boa forma de fortalecer os laços e ainda estimula a circulação, a digestão, a circulação, o metabolismo e ajuda a diminuir as cólicas.

Para conseguir um ambiente calmo, espalhe alfazema pela casa que ajuda toda a família a ficar mais tranquila.
 
Receba aqui mais dicas para si e para o seu bebé !


Veja também: