É seguro comer alimentos com bolor?

É seguro comer alimentos com bolor?

Deve ter atenção à ingestão de alimentos com bolor. Perceba porquê.

Vê uma pontinha de bolor num alimento… qual a sua reação imediata? Perceba as implicações deste fungo no seu bem-estar e conheça algumas dicas de como evitá-lo.

Vê um alimento com bolor... qual a sua primeira reação? Quem nunca tentou reaproveitar um alimento que já tinha um pouco de bolor? 

Ninguém gosta de desperdiçar comida, por isso, quando vemos uma pontinha do fungo, é tentador tentar retirar apenas essa parte e aproveitar o restante. 
 
Obtenha um Plano Alimentar Personalizado
Perca peso de forma saudável e não o volte a ganhar! Fale já com a nutricionista online!

A verdade é que tão importante como ter cuidado na escolha e confeção dos alimentos, é também a forma como eles são armazenados.

Se não estiverem em ambiente e temperatura adequados, a sua deterioração é rápida e em alguns casos, fungos com o bolor podem aparecer. 

Por isso é tão importante, ler atentamente os rótulos dos alimentos e preservá-los apenas pelo tempo adequado e nas condições ideais.

 

O que é o bolor?



O bolor é um fungo que se desenvolve na matéria orgânica em decomposição. De acordo com vários estudos, os alimentos que já contiverem bolor não devem ser reaproveitados porque já estão contaminados e podem causar reações alérgicas e problemas respiratórios se ingeridos indevidamente. 

Alguns bolores, sob condições adversas, formam substâncias perigosas chamadas microtoxinas. No caso das aflatoxinas, estas são substâncias perigosas que podem provocar cancro no fígado e que são encontradas principalmente em alimentos como os amendoins e o milho. 

Este fungo não é composto apenas pela parte visível, todo o alimento pode já estar contaminado, mesmo quando apenas se vê uma parte. 


 

5 Dicas para quando encontrar um alimento com bolor



O Vida Ativa deixa-lhe algumas ficas para quando encontrar alimentos com bolor.

 
  1. Idealmente, o alimento deve ser deitado fora. No caso de o preservar, não deve retirar apenas a parte contaminada pelo bolor, deve retirar uma parte abrangente à volta. Depois deve ainda verificar se não existe mesmo mais nenhum foco;
     
  2. Há alguns alimentos que são uma exceção. No caso dos queijos, suíços e chedar, o bolor não consegue penetrar muito profundamente. Também acontece em alguns enchidos;
     
  3. A leitura dos rótulos dos alimentos é muito importante. Ajuda a perceber as condições ideais para preservar as suas caraterísticas;
     
  4. No caso dos frascos como ketchup, maionese, mostarda, há que ter cuidado em não retirar apenas a parte superior, mas verificar a parte inferior do frasco;
     
  5. Não deve cheirar alimentos com bolor, pode inalar algumas substâncias tóxicas.  

 

Para evitar o aparecimento deste fungo...
 

  • Limpe o seu frigorífico a cada dois meses com bicarbonato de sódio ou vinagre;
  • Evitar a contaminação cruzada dos alimentos, monitorizando sempre o seu armazenamento.

Tenha cuidado com os alimentos: só vai aproveitar todos os seus nutrientes se estiveram nas condições ideais.

 
Obtenha aqui um plano alimentar personalizado !


Veja também: