6 Coisas a fazer para um parto simples

6 Coisas a fazer para um parto simples

O que fazer para ajudar o parto.

A preparação para o parto começa no dia em que confirma a gravidez. Saiba quais os passos fundamentais para um parto feliz.

A preparação para o parto começa no dia em que descobre que está grávida, a partir daí, todas as suas ações vão influenciar a hora do nascimento.

São longas as semanas que se seguem, alguns medos podem surgir mas se se rodear de uma equipa médica de confiança e seguir as nossas dicas, será mais fácil dominar a ansiedade e ter um parto tão tranquilo quanto possível.

Os cuidados com a alimentação, com o exercício físico, o curso de preparação para o parto e educar-se para estas 40 semanas que se aproximam já são uma boa forma de se preparar para o parto.
 

6 Dicas para se preparar para o parto


Casal mulher grávida
Tome nota:
A ligação que existe entre uma mãe e um filho é a mais poderosa! Receba já todas as dicas para si e o seu bebé.


1.  Alimentação cuidada

Este é sempre o primeiro passo e a base da sua saúde, esteja ou não à espera de bebé.

Uma alimentação cuidada e a toma dos suplementos recomendados pelo seu médico, não só diminuem o risco de complicações durante a gravidez, como durante o parto. Por exemplo, o excesso de peso aumenta o risco de hipertensão, diabetes, pré-eclampsia e complicações no parto.

Siga uma dieta equilibrada e fracionada, ou seja, faça sete refeições por dia nas quais deve incluir: duas peças de fruta por dia, vegetais frescos e cozinhados, cereais integrais, leite e derivados.

Dê especial destaque às carnes brancas, o peixe, os ovos, o leite, o grão, a soja, e o feijão como fontes de proteína. Beba, pelo menos, oito copos de água por dia. Evite enchidos, doces, comida processada e elimine as bebidas alcoólicas.
 


2.  Mais tempo para si

As pessoas vão dizer-lhe que “gravidez não é doença”, também que “pode fazer tudo” e ainda que ambas sejam verdade, modere o ritmo. Em princípio, não poderá deixar de trabalhar, porém, não viva consumida pelas suas rotinas, pelo stress e pelas correrias do dia a dia.

Tudo isso se refletirá mais à frente. Entre cansar-se a fazer quaisquer tarefas ou tirar umas horas para namorar a dois, relaxar e sonhar com o seu bebé… mil vezes a última. O mundo que espere!
 


3.  Mantenha-se ativa

Apesar do ponto anterior, mantenha-se ativa até tão tarde quanto puder. É importante conviver com os amigos, descansar, sonhar, no entanto, de acordo com a Dra. Marcela Forjaz, ginecologista/obstetra, as grávidas que trabalham até mais tarde têm trabalhos de parto mais rápidos e com maior taxa de partos normais.

Quando já for muito penoso manter o seu ritmo normal, negoceie o número de horas de trabalho com a sua empresa.


► Conheça aqui exercícios para fazer durante a gravidez.



4.  Dormir é crucial

Uma grávida deve dormir entre 7 a 8 horas por dia. Falhar este regime uma vez por outra, não tem mal, porém, se por sistema não dormir as horas que o organismo precisa, isso vai refletir-se mais tarde. Uma vida desregrada compromete a sua qualidade como “incubadora” e isto pode prejudicar o parto.
 


5.  Adeus, vícios!

O desejável será que abandone por completo os vícios, no entanto, se isso não for de todo possível, pelo menos, reduza o mais possível. Assim, é importante eliminiar o consumo de bebidas alcoólicas, tabaco e estupefacientes. 

Por exemplo, quando se fala do tabaco, este interfere com a função da placenta de nutrir e oxigenar o bebé. Também as contrações prejudicam a natural vasculação da placenta, ora, se aliado a isto somar as calcificações causadas pelo tabaco, o seu bebé pode dar sinais de sofrimento mais cedo e ser necessária uma cesariana.
 


6.  Controlar a mente

É natural que, durante a gravidez, se sinta mais ansiosa e receosa. É tudo novo, nos primeiros meses quase não sente sinais, é difícil perceber se está tudo a correr como previsto e o medo instala-se. Contrarie. Confie. Acredite que tudo vai correr bem e procure aprender técnicas de relaxamento que a ajudem a tranquilizar.

Procure não ouvir ou ler as histórias sinistras que outras mães fazem questão de contar. Ignore-as. Em vez disso, imagine o seu bebé a crescer na sua barriga, num ambiente quente, confortável, preparado para lhe dar tudo o que precisa. Visualize o seu bebé a dançar na sua barriga, a mudar de posição, a preparar-se para o parto e o seu corpo a acompanhar essa evolução. 

Procure fazer exercícios de visualização e mentalização, não subestime o poder da mente para um parto feliz!

 
Receba aqui mais dicas para si e para o seu bebé !
 

Veja também: