Café verde para emagrecer: verdade ou mito?

O café verde é conhecido pela sua ação eficaz no processo de emagrecimento, mas será que estamos perante um facto ou esta sua característica não passa de mais um mito?

Café verde para emagrecer: verdade ou mito?
Tudo o que precisa de saber sobre o café verde.

O café verde e a crescente tendência do seu consumo teve origem após a sua publicidade num programa de televisão conhecido, conduzido pelo famoso Dr. Oz, que fez referência à sua ação ao nível da perda de peso. Mas será que o consumo deste tipo de café tem, de facto, resultados eficientes no que diz respeito ao emagrecimento?

Existe alguma controvérsia relativamente ao assunto em causa e, antes de lhe explicarmos os resultados dos estudos realizados, importa perceber afinal o que é o cafe verde.

O café verde e os seus possíveis benefícios


extracao dos graos de cafe verde

É extraído a partir de grãos de café que não foram submetidos à torra e que contém compostos conhecidos como ácidos citogenéticos. O processo de torra do café reduz a concentração destes ácidos pelo que se conclui que o café verde se apresenta mais eficiente no que diz respeito aos benefícios já descritos por alguns estudos associados ao consumo de café.

Entre esses benefícios descritos encontram-se:

  • O poder antioxidante;
  • A ajuda a diminuição da pressão arterial;
  • Um promoção da perda de peso.

Embora alguns estudos o indiquem, as populações e as condições estudadas não permitem afirmar que existe evidência suficiente neste campo. Ainda que não seja totalmente considerado um mito, são necessários mais estudos científicos para comprovar esta ideia.

Efeitos colaterias

Os efeitos colaterais do café verde são semelhantes aos efeitos conhecidos da cafeína, nomeadamente:

  • Dor gástrica
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Dificuldade em dormir
  • Ansiedade
  • Necessidade de urinar com maior frequência.

 

A forma como o café verde é apresentado no mercado


comprimidos de extrato de cafe verde

Quando o produto surgiu no mercado, inúmeras marcas começaram a comercializar os seus produtos, muitos deles sem cumprir os parâmetros previstos na legislação alusiva.

Neste âmbito, o café verde é vendido maioritariamente na forma de comprimidos e muitos não estão conforme com os parâmetros legais. Além disso, visto que não existem estudos suficientes que comprovem os benefícios do café verde no que diz respeito à perda de peso, a procura de outros métodos de emagrecimento deve ser tida em consideração. As doses típicas destes suplementos são, em média, 60 a 185 mg por dia.

Ainda que tenha sido apresentado como milagroso quando começou a ser vendido no mercado, o café verde não pode ser visto como método único quando falamos na necessidade em perder peso, não sendo este um suplemento milagroso. Uma alimentação cuidada e exercício físico regular não devem ser descartados em qualquer situação.

Considerações importantes


Como o café, dito comum, ou outro alimento que contenha cafeína, o seu consumo pode ter efeitos colaterais, nomeadamente quando são excedidas determinadas doses. Assim, antes de tomar este ou qualquer outro suplemento, consulte um profissional de saúde.

E para uma perda de peso efetiva, nada mais eficaz do que contar com um nutricionista para o ajudar a gerir o seu peso de forma saudável, muitas vezes sem precisar de recorrer a determinados suplementos alimentares e por em risco a sua saúde.

Veja também:

Nutricionista Margarida Beja Nutricionista Margarida Beja

Margarida Beja é Nutricionista (1859NE) e trabalha atualmente no Reino Unido na área da gestão de peso. Anteriormente, trabalhou também no âmbito da nutrição comunitária e nutrição clínica e esteve envolvida em projetos ligados à prevenção da obesidade infantil, coaching e marketing nutricional. É licenciada em Dietética e Nutrição pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa.