Biotipo: qual é o seu?

Biotipo: qual é o seu?

Aprenda a identificar o seu biotipo.

Conhecer o seu biotipo pode ajudá-lo a ajustar a sua alimentação ou mesmo o seu treino físico. 

Sabe aquelas pessoas que podem comer tudo e nunca engordam? Ou aquelas que fazem dieta e praticam exercício físico mas nem assim conseguem perder peso? Tudo se pode dever ao biotipo de cada um. Ou seja, cada pessoa tem um corpo diferente, mas em comum podem ter o mesmo biotipo. Confuso? Nós esclarecemos. 

Tome nota:
O IMC é uma forma simples e eficaz de perceber se o seu peso é o ideal. Faça o teste agora.

Os biotipos não são um assunto novo. De facto os primeiros estudos sobre os tipos físicos (biotipos) remontam a 1940, pelas mãos do psicólogo americano William Sheldon, que identificiou e classificou os três tipos corpóreos humanos ou somatotipos. Isto é, os formatos dos corpos ou biotipos. No fundo, cada indivíduo herda um conjunto de características genéticas que determinam as suas características físicas e que podem, inclusivamente, determinar o seu peso ou a sua massa muscular, por exemplo. 

E você, sabe qual é o seu biotipo? Conheça os três principais já de seguida e identifique o seu. 

Biotipos endomorfo, ectomorfo e mesomorfo: qual é o seu?

Existem três biotipos classificados: o endomorfo, o ectomorfo e o mesomorfo. Para saber identificar o seu biotipo nada melhor que conhecer as características de cada um. 

1. Endomorfo

As pessoas que se enquadram neste biotipo caracterizam-se por terem maior dificuldade em perder peso, nomeadamente massa gorda. Possuem ossos e articulações mais largos, apresentam maior índice de gordura e o seu metabolismo é mais lento que o dos restantes biotipos (daí a facilidade em acumular gordura e, consequentemente, ganhar peso). Por norma são pessoas de estatura mais baixa ou robusta.  

Para estes aconselham-se treinos de cardio e exercícios de musculação direcionados para a perda de massa gorda. Spinning, natação ou corrida são outras atividades recomendadas. Quanto à alimentação é recomendável que tenha atenção ao consumo elevado de calorias, devendo sempre seguir uma alimentação equilibrada. 

2. Ectormorfo 

É o oposto do biotipo anterior. Altas e magras é assim que se podem caracterizar as pessoas do biotipo ectormorfo, que não só são pessoas com dificuldade em ganhar peso (graças ao seu metabolismo rápido que dificulta a acumulação de gorduras), como também apresentam uma estrutura óssea mais fina. Mas da mesma forma que têm dificuldade em ganhar massa gorda, também têm dificuldade em aumentar a massa muscular. 

Também para estes a musculação é uma boa opção, devendo nestes casos os treinos (físicos) ser curtos e intensos (como: ginástica localizada ou body pump). Quanto à sua alimentação (e mais uma vez devido ao metabolismo acelerado que apresentam) é aconselhável a ingestão (frequente) de alimentos altamente nutritivos. 

3. Mesomorfo 

É o meio-termo entre os dois anteriores. Podem ser definidas como pessoas mais fortes e encorpadas. Em termos genéticos, o biotipo mesomorfo caracteriza-se por ser aquele cujos indivíduos têm maior predisposição para ganhar massa muscular. Não revelam dificuldade em ganhar ou perder peso. Controlar o peso para as pessoas deste biotipo é tarefa fácil. 

Treinos de musculação muito intensos, alternados com exercícios de cardio moderados são indicados para indivíduos deste biotipo. Ginástica localizada, body pump, spinning ou natação são outras atividades recomendadas. Já relativamente à alimentação, basta que sigam uma dieta equilibrada e completa.


Conhecendo o seu biotipo, e tendo em conta as características de cada um deles, é mais fácil potenciar os efeitos da atividade física e da alimentação. Se já identificou o seu biotipo agora só precisa de reajustar a sua alimentação e a atividade física e obter os melhores resultados. 


Veja também: