Biodança: a dança da vida

A biodança, também conhecida pela dança da vida, tem inúmeros benefícios para os seus praticantes. Os seus objetivos passam pela promoção da saúde, da consciência ética e da alegria de viver. 

Biodança: a dança da vida
Dance pelo seu corpo e pelo seu espírito!

A biodança ou biodanza é a magia e a poesia de um simples encontro entre pessoas.

É uma forma de trabalhar a afetividade e de melhorar a comunicação entre as pessoas, promovendo a proximidade entre todos num espaço de afetividade.


Biodança: o que é?


o que e a biodanca
Biodança significa a dança da vida. Esta prática do bem-estar integra a afetividade entre os participantes com o desenvolvimento humano baseado na vivência de todos os envolvidos. 

Criado em 1960 pelo psicólogo Rolando Toro Araneda, o “Sistema Biodanza” é baseado em fundamentos da Biologia, da Antropologia e da Psicologia e define-se oficialmente como sendo uma renovação orgânica e de reaprendizagem das funções originais da vida. 

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.
As aulas são criadas através de movimentos de dança com músicas selecionadas, promovendo situações de encontro não verbal, valorizando o olhar e o toque físico. Os seus objetivos são a promoção da saúde, da consciência ética e da alegria de viver. 

Através da música e da dança, a biodança promove o equilíbrio do estado físico e psíquico dos seus participantes. Com o stress cada vez mais crescente, há muita instabilidade entre corpo e mente, provocando depois desequilíbrios do comportamento, que podem ser reequilibrados com a biodança.

O aspeto lúdico da biodança permite o contacto com a criança que existe dentro de cada um de nós, o que vai possibilitar que cada pessoa enfrente os seus fantasmas. Um tratamento que seja mais lúdico, como acontece através desta prática do bem-estar que é a biodança, os resultados vão ser mais rápidos do que seriam com tratamentos tradicionais.


Biodança: quais os benefícios?


boa energia
A biodança, não é reconhecida como terapia, mas é vista como uma prática do bem-estar.

Traz associados vários benefícios, como é o caso dos que se seguem, mas o seu principal benefícios está relacionado com o tratamento do stress, pois a biodança busca o equilíbrio do estado emocional dos seus praticantes. 
 
  • aumento da vitalidade
  • renovação energias
  • aumento da autoestima
  • estímulo da criatividade
  • aumento do prazer de viver
  • controlo da ansiedade
  • melhoria da saúde psíquica
  • aumento do autoconhecimento
  • diminuição da timidez 
Consequentemente, a pessoa começa a ter outros cuidados consigo própria e muitos outros benefícios surgem por acréscimo. 


Biodança: como começar?


O primeiro passo para começar com a prática da biodança é a vontade própria de cada pessoa. Tomando consciência de que o corpo e mente estão a precisar de uma pausa do stress do dia a dia e de reequilibrar energias, cada participante pode optar pela biodança como uma prática do bem-estar e como alternativa a tratamentos convencionais.

Se sente que corpo e mente estão a precisar de algum apoio para se reequilibrar, opte pela biodança. 

É livre de efeitos secundários que prejudicam o organismo, promove a sua saúde e o seu bem-estar e, melhor ainda, não precisa de ser um dançarino exemplar e com uma espetacular coordenação de movimentos, pois no sistema de biodança a dança é um gesto de pleno sentido. 

Não tem a ver com técnica ou com performance, mas com o fortalecimento da identidade e a integração do ser humano consigo próprio. 


Biodança: onde fazer?


Se quer começar a praticar biodança, então deve sempre fazê-lo num espaço com um facilitador com formação na área. 

Para saber onde encontra espaços em Portugal com facilitadores formados no Sistema de Biodança, pode consultar o site da Associação Portuguesa de Facilitadores de Biodanza.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

 

Veja também:

Ler mais