Bebidas energéticas: prós e contras

Bebidas energéticas: prós e contras

Acha que as bebidas energéticas lhe dão asas? Saiba mais aqui.

Costuma ingerir bebidas energéticas? Sabe a sua composição nutricional? Descubra os prós e os contras destas bebidas estimulantes! 

Já recorreu a bebidas energéticas? Há dias em que o café já não cumpre a sua principal função. Nesses dias, precisamos mesmo de uma dose extra de energia e recorremos a estas bebidas que nos dão o impulso necessário e nos mantêm despertos.
 

O que são?


Quer receber um plano de treinos?
Obtenha já o seu plano de treinos personalizado e atinja os seus objectivos! Fale com o nosso personal trainer e receba o seu plano de treinos.

As bebidas energéticas são bebidas estimulantes, não alcoólicas, compostas essencialmente por açúcar, cafeína, taurina e glucoronolactana. Essencialmente cumprem uma promessa: longas horas sem sono.

São procuradas maioritariamente por desportistas que pretendem melhorar a sua performance; estudantes e trabalhadores com elevado volume de trabalho e que pretendem esticar o tempo e cumprir todas as suas tarefas. São também muitas vezes utilizadas em saída noturnas, misturadas com álcool.

É importante perceber se, ainda que o propósito se cumpra, as bebidas energéticas são uma boa opção ou não.

Prós

  1. O efeito pretendido acontece. A sua ingestão provoca um maior estado de alerta. Estas bebidas atuam sobre o sistema nervoso central, dando a sensação de energia;

  2. Quando consumidas ocasionalmente, dão algum ânimo e vigor.

Contras

  1. Não há uma efetiva hidratação porque estas bebidas têm na sua composição essencialmente açúcar e café. Aliás, muito pelo contrário... o excesso de açúcar e cafeína acaba por desidratar o organismo;

  2. São desaconselháveis a doentes hipertensos, devido ao elevador teor de cafeína presente, nocivo para a tensão arterial; 

  3. Este tipo de bebidas acelera o batimento cardíaco e cria perturbações de sono. Depois do efeito passar, a sensação de fadiga e de desidratação é elevada;

  4. De acordo com um estudo recente de uma Universidade Americana, a ingestão de uma bebida energética por dia, agrava o risco de problemas cardíacos. Estas bebidas provocam picos de noradrenalina (hormona do stress);

  5. Misturadas com álcool, têm um efeito distorcido na resistência, o que faz com que se consuma mais álcool;

  6. Em excesso podem provocar dependência, taquicardia e ansiedade.

 Ingerir bebidas energéticas de vez em quando, não lhe trará prejuízos, no entanto, existem alguns alimentos que o podem ajudar a manter o seu cérebro alerta, sem efeitos secundários.

 

Alimentos amigos do cérebro


  • Incorporar na sua alimentação alguns energizantes naturais: guaraná, ginseng, gengibre;

  • Abusar dos mirtilos, excelente aliados da memória;

  • Tomar café em doses moderadas, alternando com chá verde ou preto;

  • Comer chocolate negro, rico em flavenóides, idealmente com mais do que 70% de cacau;

  • Considerar os alimentos ricos em ómega 3 (salmão, sardinha) e em selénio (frutos secos, marisco e cereais integrais)

  • Incluir no seu prato alimentos ricos em ferro (ovos, vegetais de folha escura e leguminosas).

Alimente o seu cérebro de forma natural e saudável!
 

Receba aqui o seu plano de treinos!


Veja também: