Barras de Proteína: uma solução para várias necessidades?

Barras de Proteína: uma solução para várias necessidades?

Fáceis de transportar, estas barras são uma solução prática para a alimentação do dia-a-dia.

As barras de proteína podem ser parte integrante de um plano alimentar saudável, no entanto há que saber separar o trigo do joio. Venha descobrir como!

O que comer às refeições principais é relativamente fácil de controlar. Onde a maioria das pessoas se perde é mesmo nos snacks e/ou quando tem pouco tempo para pôr qualquer coisa à boca. Nestas alturas, as barras de proteína podem ser a salvação. 

Inicialmente, as barras de proteína surgiram para complementar a alimentação de quem praticava exercício físico diariamente, uma vez que as necessidades proteicas destas pessoas são, logicamente, bastante superiores.

No entanto, sabe-se que uma dieta rica em proteína  ajuda também na redução do peso, uma vez que as proteínas promovem uma maior sensação de saciedade do que os restantes macronutrientes, ajudando a controlar o apetite e, consequentemente, o peso. 


►Conheça aqui os alimentos mais ricos em proteína

Como tal, hoje em dia, as barras de proteína são encaradas como uma forma simples e prática de obter proteína e de fazer uma refeição saciante, em qualquer local e a qualquer hora do dia, por qualquer pessoa. 

Tal como o próprio nome indica, estas barras constituem uma fonte privilegiada de proteína, sendo que algumas são também suplementadas com outros nutrientes, tais como: vitaminas, minerais, cafeína, glutamina, taurina ou crómio.

As (verdadeiras) barras de proteína fornecem entre 15 a 20 g de proteína de elevado valor biológico, possuem um teor reduzido de gordura e açúcar, sendo uma combinação perfeita para quem está de dieta e precisa de um maior controlo das calorias ingeridas.

Podem, por isso, servir de complemento proteico a uma refeição, como snack entre as refeições ou, ocasionalmente, como substituto de refeição.

No caso de atletas, a proteína extra que estas barras fornecem, em conjunto com alguns hidratos de carbono de rápida absorção, ajuda a reabastecer as reservas de glicogénio e potencia a regeneração dos tecidos, reduzindo, assim, o tempo necessário à sua recuperação.



7 Benefícios das Barras de Proteína


Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!

1.    Fornecem elevadas quantidades de proteína de alto valor biológico;

2.    Promovem o aumento da massa muscular;

3.    Estimulam a rápida recuperação muscular após exercício físico;

4.    Possuem baixo teor de gordura e açúcar;

5.    Promovem uma maior saciedade ;

6.    Constituem um snack prático e saudável;

7.    Têm uma digestão e absorção fáceis;
 


O problema é... o que escolher?



Antigamente, as barras de proteína eram difíceis de encontrar, mas agora estão à venda em hipermercados, lojas de desporto e lojas com uma vertente mais dietética.

Infelizmente, a composição da grande maioria das barras de proteína disponíveis no mercado não é a melhor e, facilmente, nos deixamos levar pelo aspeto da embalagem ou por palavras como "diet", "fitness" ou "high protein". 

De facto, há muitas barras que são vendidas como “barras de proteína” mas que na verdade possuem elevados níveis de açúcar ou gordura. 

Deste modo, um consumidor informado, além de olhar para a tabela nutricional, deve também reparar na lista de ingredientes.



Algumas dicas para quando for escolher uma barra de proteína:


1- Desconfie de todas as barras que tiverem mais de 2 ou 3 linhas de ingredientes.

2- Evite as que tiverem muitos aditivos, como corantes e conservantes, normalmente designados pela letra E e um número (ex. E245).

3- Escolha opções sem glúten e leite em pó. 

4- Evite barras que contenham proteína de soja (lecitina de soja é um fosfolípido emulsionaste e escapa), xarope de glicose ou frutose e gordura vegetal hidrogenada na sua lista de ingredientes.

5- Procure barras com pelo menos 15 g de proteína/100 g, de preferência proteína de origem animal, como o leite ou ovo, e preferencialmente não de soja.

 



3 Boas Opções:

barras QuestBar
Com cerca de 20g de proteína de alto valor biológico, um teor de açúcar residual e cerca de 14g de fibra, estas são três boas opções para quando pretender comprar uma barra de proteína:
 
  • R Bar da Reflex Nutrition
  • Quest Bar da Quest Nutrition
  • Total Protein Bar da Gold Nutrition



Mas atenção!



1. Doses excessivas podem ter efeito laxante em indivíduos suscetíveis.

2. No caso de ter problemas renais, deverá ter cuidado com o consumo de suplementos de proteína. Deverá consultar primeiro o seu médico ou nutricionista.

3. Enquanto estiver a tomar suplementos de proteína, é muito importante que aumente consideravelmente a ingestão de água.

4. Como qualquer outro suplemento alimentar, as barras de proteína não devem ser utilizadas como substitutos de um regime alimentar variado e equilibrado e de um estilo de vida saudável. Devem ser utilizadas apenas em situações limite como "o menor dos males". 


Todavia, no contexto atual em que um snack para meio da manhã ou da tarde é um pastel de nata e um galão, um pão com manteiga, ou uma barra de cereais açucarados tipo "Chocapic”, estas barras de proteína são, certamente, melhores escolhas.

 
Saiba as melhores dicas para ficar em forma !



Veja também: 

Rita Lima Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, no Boavista FC e nos ginásios Welldomus Fitness and SPA e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma.