Balão intragástrico como terapêutica para a obesidade

O Balão intragástrico é um tratamento provisório que consiste na colocação de um balão no interior do estômago, que promove a redução do apetite e da ingestão.

Balão intragástrico como terapêutica para a obesidade
Saiba tudo sobre esta terapêutica e a sua taxa de sucesso no nosso artigo.

O Balão Intragástrico era bastante utilizado há alguns anos para tratamento da obesidade, tendo sido, entretanto, abandonado visto que não promovia grandes resultados a longo prazo.

No entanto, nos últimos anos devido às melhorias efetuadas na estrutura do balão, este voltou a ser utilizado com mais regularidade e com resultados positivos no tratamento desta patologia.

Obesidade: a verdadeira epidemia do século XVI


obesidade

A obesidade é um grave problema de saúde que afeta de forma significativa a sociedade atual.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

Tanto a incidência como a prevalência desta patologia estão a aumentar, sobretudo nos países desenvolvidos, devido à alteração dos hábitos alimentares e ao desenvolvimento de um estilo de vida pouco ativo.

Por outro lado, a obesidade está intimamente relacionada com o desenvolvimento e/ou agravamento de outras patologias como a hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, as doenças osteoarticulares, doenças metabólicas (diabetes mellitus tipo 2, dislipidemia, gota), a apneia do sono, entre outras.

Neste sentido, daqui se depreende que uma redução de peso nestes doentes e respetiva manutenção, pode melhorar significativamente a qualidade de vida e diminuir o impacto das co-morbilidades que lhe estão associadas.

Terapêutica da obesidade


terapeutica da obesidade

A base da terapêutica da obesidade é a terapêutica nutricional, onde ocorre a prescrição de um plano alimentar de menor valor energético adaptado a cada doente por parte de um nutricionista.

Aliado à alimentação, é necessário instituir também um programa de exercício físico adequado e, eventualmente, terapêutica farmacológica.

Contudo, e com alguma frequência, estas medidas não são bem-sucedidas, principalmente no tratamento das formas mais severas de obesidade.

Neste contexto, pode recorrer-se à cirurgia bariátrica, nomeadamente à banda gástrica ou by-pass gástrico.

Já o balão intragástrico (BIG) é um método de tratamento endoscópico da obesidade e, enquanto terapêutica minimamente invasiva, assume, nestas situações, um papel intermédio.

Tratamento da Obesidade com Balão Intragástrico


O Balão intragástrico é um tratamento provisório que consiste na colocação de um balão no interior do estômago que, uma vez preenchido com líquido ou ar, vai ocupar uma parcela significativa da cavidade gástrica permitindo reduzir o apetite e a capacidade de ingestão.

Consiste num dispositivo esférico oco, de superfície exterior lisa e resistente à acidez gástrica.

O mecanismo de ação ainda não é totalmente conhecido mas parece estar relacionado com a alteração das contrações e movimentos gástricos provocados pela presença do “corpo estranho” dentro do órgão.

Desta forma, pelo espaço que ocupa, o balão diminui o volume gástrico disponível para os alimentos, conduzindo à sensação de plenitude e saciedade precoce e, consequentemente, à redução da ingestão alimentar.

Casos em que está indicado o Balão intragástrico

obesidade e balado intragastrico

O balão intragástrico que pode ser aconselhado nos seguintes casos:

  • Doentes com indicação cirúrgica para tratamento da obesidade mas que não pretendem, por qualquer razão, ser submetidos a uma intervenção desse tipo.
  • Doentes com obesidade mórbida (IMC > 40 Kg/m2), que têm indicação cirúrgica para tratamento da obesidade, mas em que os riscos associados a essa intervenção são elevados. A colocação do balão intragástrico tem como objetivo a perda de algum peso pré cirurgia, o que permite diminuir os riscos associados.
  • Doentes que pelo seu grau de obesidade não têm indicação cirúrgica (IMC entre 35 e 40 Kg/m2), mas que seguem um plano alimentar para perder peso e pretendem aliar os dois tipos de tratamento para acelerar a perda de peso. É, portanto, um complemento à terapêutica nutricional.

Casos em que está contra-indicado o balão intragástrico

gravidez e balao intragastrico

Serão excluídos os seguintes doentes:

  • Com úlcera gástrica;
  • Neoplasia / Cancro;
  • Doenças inflamatórias do intestino;
  • Doenças do foro psiquiátrico;
  • Cirurgia bariátrica prévia;
  • Cirurgia do tubo digestivo baixo;
  • Grávidas ou lactentes.

 

Como é colocado e retirado o balão intragástrico?


O balão intragástrico é colocado no estômago por via endoscópica, através da boca, intervenção relativamente rápida e realizada sob sedação profunda, mas que não requer qualquer internamento.

No final do período de tratamento e depois de vazio, o balão é retirado pela mesma via.

O tempo máximo de permanência de um balão no estômago é de seis a sete meses, o que, em parte, é determinado pelo enfraquecimento da sua parede e pela possibilidade de formação de aderências.

Efeitos secundários do Balão Intragástrico


nauseas

Os efeitos secundários e complicações mais comuns descritos para o balão intragástrico incluem:

  • Náuseas;
  • Vómitos;
  • Desidratação;
  • Úlceras pépticas;
  • Hemorragias gastrointestinais, em casos mais graves (cada vez menos frequente)

 

Eficácia do Balão Intragástrico na perda de peso


O balão intragástrico permite uma perda de peso interessante (cerca de 30% do peso inicial), desde que o plano alimentar prescrito seja rigorosamente cumprido.

Caso tal não aconteça, e como o estômago tem uma capacidade de dilatação apreciável, o músculo estomacal vai-se adaptando à ingestão de quantidades crescentes de alimento e a pessoa volta novamente a engordar.

Pela mesma razão, o sucesso a longo prazo deste tratamento é relativamente limitado se não continuarem a ser seguidas regras alimentares depois do balão intragástrico ser retirado.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Rita Lima Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, nos ginásios Urban Fit de Ermesinde, Antas Prime Fitness e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto e com o Boavista Futebol Clube. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma faculdade.