Azia: o que causa e como tratar este sintoma tão comum

A azia ou pirose manifesta-se por uma sensação de ardor que se estende desde a parte superior do estômago até à boca.

Azia: o que causa e como tratar este sintoma tão comum
Azia, conhecida também por refluxo ácido, afeta muitas pessoas.

Os sintomas de ardor característicos da azia são causados pelos conteúdos do refluxo esofágico, de natureza ácida no esófago, que irritam a superfície sensível da mucosa.

Trata-se de um problema de saúde que não causa transtorno em pessoas saudáveis, salvo se a sua frequência e intensidade aumentar.

CAUSAS DA AZIA


Azia e acido gastrico

Uma das causas mais comuns da irritação esofágica provocada pela azia é a própria doença de refluxo esofágico devida a deficiências do esfíncter esofágico inferior.

Também a hérnia do hiato pode provocar acidez resultado de parte do estômago escapar pelo diafragma, embora não se manifestem sintomas em todos os doentes.

MEDICAMENTOS COMO CAUSADORES DE AZIA


diferentes tipos de medicamentos

Alguns medicamentos podem provocar irritação gastroesofágica:

O ácido acetilsalicílico (vulgar aspirina) e praticamente todos os anti-inflamatórios referem problemas de irritação gástrica como reações adversas, que podem manifestar-se também quando a administração é parenteral (injetável) ou retal.

O ibuprofeno e o diclofenac (vulgar voltaren) parecem ter menor risco de toxicidade gástrica, situando-se numa posição intermédia o naproxeno e o ácido acetilsalicílico e com maior risco para o piroxican, o cetoprofeno, entre outros.

Além destes, o diazepam, o alprazolam, os contracetivos orais e ácido alendrónico podem provocar o relaxamento do esfíncter do esófago e provocar assim irritação.

Entre alguns outros medicamentos que se relacionam com a toxicidade gástrica podemos referir os corticoides, os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (usados no tratamento da depressão), o clopidrogrel, suplementos de ferro, digoxina. teofilina, eritromicina, tetraciclinas e o potássio.

SINTOMAS DA AZIA


ardor no topo do estomago

A azia manifesta-se como um ardor incómodo na linha média da parte superior do estômago (epigastro) e que se pode estender para a parte posterior do esterno.

Este ardor pode sentir-se apenas na parte do esterno mas pode também sentir-se na garganta, provocando um sabor amargo na boca. Pode haver dor.

O aumento da frequência e da intensidade dos sintomas são motivos para encaminhamento médico.

FATORES AGRAVANTES DA AZIA


aumento de peso

Existem essencialmente 3 fatores que diretamente melhoram ou agravam a doença:

  1. Aumento de peso;
  2. Posição horizontal;
  3. Refeição abundante.

Os sintomas ocorrem mais frequentemente em doentes de idade superior a 55 anos.

8 DICAS PARA DIMINUIR OS SINTOMAS DE AZIA


acabar com o tabaco

Seguir estas 8 dicas vai ajudá-lo a diminuir significativamente os sintomas de azia e melhorar igualmente a sua vida diária:

  • Evitar excesso de peso;
  • Evitar comidas abundantes;
  • Comer várias vezes ao dia e em pequenas quantidades;
  • Tentar comer até 2 a 3h antes de deitar;
  • Não fumar ou, pelo menos, reduzir a frequência;
  • Evitar roupa ajustada ou cintos apertados;
  • Evitar exercício intenso, se este piorar a azia;
  • Identificar os alimentos que possam provocar a acidez, tais como o café ou bebidas com cafeína, bebidas alcoólicas, refrigerantes com gás, comidas muito gordurosas ou temperadas, chocolate e menta, citrinos e derivados do tomate.

 

TRATAMENTO DA AZIA


inibidor da bomba de protoes

Existem diversos medicamentos úteis para o tratamento da azia. As classes de medicamentos mais utilizadas são os antiácidos, alginatos e inibidores da bomba de protões.

Estes medicamentos pretendem reduzir a secreção de ácido do estômago ou neutralizá-lo, de modo a que a lesão do esófago seja menos significativa na presença de refluxo.

Por norma os antiácidos sob a forma de comprimidos mastigáveis ou saquetas devem ser administrados até 4 vezes por dia.

Os inibidores da bomba de protões são administrados uma vez por dia até um máximo de 2 semanas, sendo que o tratamento deve ser suspenso após alívio total dos sintomas.

A azia é um sintoma comum e, na maioria das vezes, transitório, sendo que frequentemente as dicas descritas, mesmo sem recurso a medicamentos podem ser efetivas no tratamento da azia.

Veja também:

Ler mais
Cátia Rocha Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.