Aulas de preparação para o parto: uma ajuda indispensável

Aulas de preparação para o parto: uma ajuda indispensável

O sítio certo para esclarecer todas as dúvidas dos pais.

As aulas de preparação para o parto são uma boa ajuda para acalmar as suas angústias, aprender e tirar dúvidas, seja mãe de primeira viagem ou não. 

Hoje em dia, numa tentativa de atender aos pedidos das grávidas ao longo dos anos, há muitos cursos de preparação para o parto pensados para oferecer conhecimento teórico e prático aos futuros pais. Porém, exactamente porque há muita oferta, é preciso que sejam criteriosos na escolha, para isso, informe-se sobre as habilitações, a prática e a idoneidade de quem oferece a formação, assim como, das condições do espaço.

Porque é importante fazer o curso de preparação para o parto?


Tome nota:
A ligação que existe entre uma mãe e um filho é a mais poderosa! Receba já todas as dicas para si e o seu bebé.
Os cursos variam consoante o local e profissional que escolher mas o objetivo é comum a todos: ajudar os pais na experiência do parto e prepará-los para receber o bebé, fornecendo informações básicas mas vitais para cuidar do novo membro da família.

Nas aulas vai aprender técnicas para diminuir a ansiedade e o medo em relação ao parto, exercícios de tonificação muscular e fortalecimento do períneo, exercícios de relaxamento e gestão da dor no parto, recomendações sobre a amamentação, cuidados com o bebé, dicas sobre segurança, conselhos para o primeiro mês, entre muitas outras informações importantes.

Além dos pontos acima, o curso de preparação para o parto vai devolver-lhe a confiança nas suas capacidades enquanto mulher e mãe, acalma as suas insegurança, esclarece dúvidas e oferece tranquilidade. Permite ainda o convívio e partilha de dúvidas e conhecimento com outras mães.

Hoje em dia, a epidural é prática comum mas saiba que é possível que, por alguma razão alheia á sua vontade, não possa levar a analgesia e, é nestes casos, que as aulas de preparação para o parto cumprem o seu papel. As técnicas de relaxamento e respiração são preciosas nessa hora!

Por fim, a maioria das mães que fizeram preparação para o parto mas cujo bebé nasceu por cesariana, podem dizer-lhe que o curso não lhes serviu, no entanto, lembre-se que nas aulas não vai  (ou não deve) apenas aprender técnicas de respiração e relaxamento. 


7 Cuidados a ter para escolher o centro de preparação para o parto



1. Informe-se

Peça informação sobre os cursos a vários centros para que depois possa comparar as diferentes ofertas. Pode fazer as aulas de preparação para o parto em centros de saúde, nos hospitais privados, em clínicas de fisioterapia ou nas muitas clínicas especializadas em maternidade.


2. Escolha os temas

Escolha um curso que aborde os vários temas que lhe interessam saber. Os já referidos acima mas também outros como o sexo depois do parto, quando voltar ao exercício físico, dicas para melhorar o leite, dicas para adormecer ou acalmar o bebé, quais os produtos mais adequados e por aí fora. Faça uma lista e compare com os vários programas a analisar.


3. Aconselhe-se com quem já tenha participado

Amigas ou familiares que já tenham feito aulas de preparação para o parto são boas conselheiras e podem dar-lhe uma opinião mais rigorosa sobre as opções que anda a investigar. Online, nos muitos fóruns ou grupos no Facebook também pode encontrar feedback.


4. Saiba o número de participantes

É importante saber quantas pessoas vão participar no curso. Em aulas com muitos participantes pode ser difícil conseguir a atenção que precisa ou ter espaço para colocar todas as dúvidas que a preocupam. Além disso, em grupos muito grandes as aulas acaba por não conseguir estabelecer grandes relações e fica um pouco impessoal.


5. Fale com o professor

Procure falar com a pessoa que vai leccionar o curso para tentar perceber se lhe transmite empatia, confiança, se tem conhecimento suficiente, se vai reter a informação que lhe vai ensinar ou se tem filhos porque lhe pode dar dicas preciosas que alguém que não os tem não saberá (da teoria à prática vai uma grande diferença). 


6. Confirme os horários

Tenha o cuidado de confirmar se o horário é compatível com a disponibilidade do pai ou da pessoa que a vai acompanhar nesta viagem. O apoio é fundamental. 


7. Antecipe a inscrição

Comece a pesquisa pela 18ª semana e não adie muito mais a inscrição. É certo que as aulas só iniciam entre as 28 e as 30 semanas mas alguns centros podem ser muito concorridos e depois não tem vaga disponível.


O que diz a lei sobre o curso de preparação para o parto?


A grávida tem direito a dispensa do trabalho para consultas pré-natais e para a preparação para o parto, pelo tempo e número de vezes necessárias.



Veja também: