Aromaterapia: óleos essenciais e seus benefícios

A aromaterapia é uma terapia alternativa que usa óleos essenciais para diversos tratamentos. Neste artigo vamos dizer-lhe tudo o que precisa de saber sobre a aromaterapia.

Aromaterapia: óleos essenciais e seus benefícios
Relaxe e deixe-se inebriar pelos aromas

A aromaterapia é um ramo da fitoterapia e é reconhecida como uma terapia alternativa.

Hoje em dia, cada vez mais se recorre a terapias alternativas.

Umas vezes como complemento outras vezes como substituição da medicina tradicional.

Aromaterapia: o que é?


A aromaterapia é uma terapia alternativa que consiste no uso de aromas de plantas em tratamentos benéficos para cada indivíduo.

O tratamento baseia-se no efeito que os aromas de plantas são capazes de provocar em cada pessoa.

Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já!
A aromaterapia é um ramo da fitoterapia, a ciência que explora o uso dos óleos das plantas para benefício da população em geral.

Embora seja uma terapia que surgiu da fitoterapia, a aromaterapia é muito frequentemente utilizada em conjunto com a fitoterapia.

Os aromas, 100% naturais, são extraídos de flores, raízes, folhas, sementes, ervas, madeiras e resinas e depois transformados em óleos essenciais, que vão ser utilizados em tratamentos de vários desiquilíbrios quer físicos, quer psicológicos.


Aromaterapia: quais os benefícios?


A aromaterapia, sendo considerada uma terapia holística, é muito utilizada em várias doenças físicas e psicológicas.

Esta terapia alternativa deve sempre ser feita com cuidado e, preferencialmente, sob a orientação de um profissional especializado, pois para além de saber das contraindicações de cada óleo, sabe também sobre as dosagens a aplicar a cada indivíduo e para os diferentes casos.

Quando aplicados os óleos essenciais adequados a cada tipo de problema e, mais uma vez destaca-se a importância para ser feita por um profissional especializado, os benefícios são vários e refletem-se a vários níveis.


1. Corpo

dores musculares
Os óleos essenciais têm propriedades anti-bacterianas que vão auxiliar na cicatrização de feridas, melhoria da circulação sanguínea, eliminação de toxinas e drenagem linfática.

Também no caso de problemas dermatológicos, perturbações do aparelho digestivo, dores musculares e desiquilíbrios hormonais, podem ser alicados tratamentos de aromaterapia.

Para além disso, as pessoas que se sujeitam a esta terapia alternativa, registam aumento dos níveis de energia e bem-estar.

 


2. Mente

depressão
A aromaterapia pode ser utilizada para tratamento de cansaço mental, stress, insónias, tensão e algumas fobias. Ajuda também no aumento dos níveis de produtividade, concentração e memória.

Para além dos benefícios para corpo e mente, há ainda a salientar melhorias do estado emocional e espiritual.

Para pessoas com problemas de ansiedade, depressões, ataques de pânico, e nervosismo em geral, a aromaterapia faz aumentar os níveis de autoestima e de auto-confiança.

Para quem medita, a aromaterapia pode ser um adjuvante muito benéfico, pois permite aumentar os níveis de consciência, de perceção e de comunhão com forças maiores, pelo que para quem pratica meditação com regularidade pode ser uma excelente ajuda.


Aromaterapia: que óleos essenciais utilizar?


Os óleos essenciais são estraídos de aromas de plantas, flores, raízes, folhas, sementes, ervas, madeiras e resinas e, depois, misturados com óleo, álcool, ou loções, que vão permitir a sua aplicação.

O processo de extração dos óleos essenciais é demorado e caro, o que vai tornar caro o produto final também. No entanto, como para cada tratamento são apenas utilizadas algumas gostas de cada óleo e como os resultados são altamente eficazes, a relação qualidade preço é bastante boa.

Os óleos essenciais podem ser utilizados um a um ou em conjunto, potenciando assim os tratamentos. Para misturar os óleos, o profissional especializado deve ter em conta as suas notas e o seu indíce de evaporação.


1. Óleos de nota elevada

oleo de eucalipto
São os óleos essenciais os mais estimulantes e revigorantes.  Apesar do seu perfume durar apenas entre 3 a 24h, têm um aroma forte

► O basílico, a bergamota, a salva, o eucalipto, a hortelã-pimenta e o tomilho são alguns dos óleos essenciais de nota elevada.

 


2. Óleos de nota média

oleo de lavanda
Os óleos de nota média são utilizados para tratamentos  ao nível das funções corporais e metabólicas e a sua fragrância só evapora passados 2 ou 3 dias, apesar de serem menos potentes.

► O funcho, a lavanda, o alecrim, a erva-cidreira e a camomila são algusn exemplos de óleos essenciais de nota média.

 


3. Óleos de nota baixa

oleo de rosa
Os óleos essencias de nota baixa têm um aroma doce e calmante. Os seus efeitos são relaxantes no corpo e a sua fragrância é a que dura mais tempo, até uma semana.

► O cedro, o gengibre, o jasmim e a rosa são alguns exemplos de óleos essenciais de nota baixa.

Se a saúde é uma prioridade para si, clique aqui.

 

Veja também:

Ler mais