Alimentos alcalinos e ácidos: quais as diferenças?

Alimentos alcalinos e ácidos: quais as diferenças?

Descubra quais são quais.

Sabia que o consumo de alimentos alcalinos e ácidos pode ter influência no pH do sangue? 
 

Sabia que existem alimentos alcalinos e ácidos? E que estes podem influenciar o pH do sangue? É mesmo assim. Vamos por partes. O sangue, que absorve e distribui todos os nutrientes, possui propriedades ácidas ou alcalinas. Por norma, o pH do sangue deve ser (ou é) alcalino, variando entre um pH de 7,2 e 7,5. Alcalinidade essa que se deve a vários fatores, entre os quais a alimentação. É aqui que entram os alimentos ditos ácidos ou alcalinos. Para manter o pH indicado deve ser ingerida uma percentagem de 80% de alimentos alcalinos e 20% ácido.  Desta forma evita que o pH do sangue se torne demasiado ácido e evita diversos problemas, como a proliferação de vírus ou bactérias e ainda previne o aparecimento de sintomas como fadiga crónica, constipações ou gripes, ansiedade, stress, dores de cabeça, dores musculares e articulares ou gastrites, por exemplo. Sabendo disto, importa saber quais são os alimentos alcalinos e quais são os ácidos.

​Alimentos alcalinos

Consulta Gratuita de Nutrição
Perca peso de forma saudável e não o volte a ganhar! Fale já com a nutricionista online!
​Os alimentos alcalinos são aqueles que ajudam a diminuir a acidez do sangue, sendo que os seus valores de pH variam aproximadamente entre 8 e 10. Além de contribuírem para manter o equilíbrio do organismo, estes alimentos também atuam na eliminação de toxinas. Alguns destes são também termogénicos e como tal, constituem boas opções para quem pretende perder peso.

As frutas, vegetais ou cereais integrais são exemplos de alimentos alcalinos, mas se pretende algumas opções concretas, aqui ficam:

 
  • Abacate
  • Agrião
  • Figo
  • Framboesa
  • Laranja
  • Manga
  • Melão
  • Abóbora
  • Morango
  • Pêra
  • Pêssego
  • Brócolos
  • Tangerina
  • Alface
  • Uvas
  • Amoras
  • Beterraba
  • Ervilhas
  • Feijão-verde
  • Pepino
  • Rúcula
  • Cebola
  • Salsa
  • Alho
  • Aipo
  • Limão
  • Pimenta caiena
  • Gengibre
  • Ginseng
  • Azeite


Alimentos ácidos

Por oposição aos alimentos alcalinos, os alimentos ácidos não devem ser consumidos com tanta frequência e os seus valores de pH variam aproximadamente entre 3 e 6. Estes podem contribuir para aumentar a acidez no sangue e, consequentemente, o seu pH. Por norma, alimentos proteicos são de carácter ácido, pelo que a sua ingestão não deve ser elevada. No entanto, há que ter em conta que são indispensáveis ao bom funcionamento do organismo. Pelo contrário, quando se fala em produtos processados e açucarados, a atenção deve ser redobrada, visto que podem contribuir para enfraquecer o sistema imunitário e contribuir (muitas vezes) para o desenvolvimento de problemas de saúde (como inflamações, por exemplo). Além disso, estes alimentos ainda estimulam a retenção de líquidos e a prisão de ventre. 
 
  • Açúcar refinado e mascavado
  • Refrigerantes
  • Chocolates
  • Lacticínios
  • Ovos
  • Peixe e marisco
  • Carne
  • Bebidas alcoólicas
  • Café
  • Vinagre
  • Cajú
  • Amendoim
  • Nozes
  • Manteiga/ margarina
  • Farinhas e derivados (pão, bolos ou bolachas, por exemplo)
  • Lentilhas
  • Mostarda
  • Leite de soja


E ainda: os neutros

Sim, também existem os alimentos neutros (com pH perto de 7 ou 7), que – por exclusão de partes – não alcalinizam nem acidificam o pH do sangue. Entre os alimentos neutros estão, por exemplo:
  • Cereja
  • Ameixa
  • Avelã
  • Cogumelos
  • Tomate
  • Amêndoas
  • Cenoura
  • Nabo
  • Óleo de girassol
  • Mel


Não se esqueça: cada caso é um caso e deve sempre seguir um plano alimentar personalizado. Em caso de dúvida sobre quais os alimentos deve ou não incluir na sua alimentação, consulte o seu médico ou nutricionista.


Veja também: