Alimentos a granel: como guardar

Alimentos a granel: como guardar

Saiba como escolher e guardar os alimentos a granel.

A compra de alimentos a granel está a conquistar adeptos e a oferta está a crescer. 

500 gramas de arroz, 200 gramas de açúcar, 150 gramas de feijão… não, não estamos a listar os ingredientes para uma receita, mas este podia muito bem ser uma lista de compras de alimentos a granel.

Comprar alimentos a granel pode parecer um conceito estranho para alguns, mas quem perguntar a pais e avós e certamente vai ouvir muitas histórias sobre uma épocas em que era habitual comprar-se tudo dessa forma. Basta pensar que em Portugal, até meados da década de 70, a compra de alimentos a granel nas tradicionais mercearias era muito comum.

Desde então muito mudou. E com a introdução dos alimentos industrializados no mercado, a compra de alimentos a granel perdeu terreno… perdeu, mas tem vindo a recuperar. A verdade é que o conceito está a conquistar novos adeptos.
 

Comprar alimentos a granel: como guardar


Mas há que ter alguns cuidados ao comprar alimentos a granel, nomeadamente, nos produtos que compra e na forma como guarda os alimentos. Já antes aqui lhe falamos dos produtos que deve ou não comprar. Desta vez vamos dar-lhe algumas dicas sobre como guardar esses alimentos.  

É importante perceber que o acondicionamento e armazenamento varia de acordo com o tipo de alimento. Nós damos alguns exemplos.



1. Frutos secos

frutos secos
Ao comprar verifique se têm a casca intacta. Depois tenha o cuidado de os guardar num local fresco e ventilado, em recipientes bem fechados, para evitar que fiquem ressequidos. Se comprar frutos mais gordos, como amêndoas, deve guardá-los num frasco hermético, no frigorífico, visto que têm tendência a ficarem rançosos com mais facilidade.
 
 


2. Chás

Ao comprar verifique se o chá está em boas condições. Deve analisar a coloração das folhas, evitando comprar chás com folhas já acinzentadas (o que significa que o chá já está armazenado há muito tempo), bem como chás que contenham pedaços acastanhados de madeira ou folhas muito trituradas, que podem alterar o sabor do seu chá.

Escolha preferencialmente chás cujas folhas das plantas sejam grandes (por norma sinal de qualidade). Os chás devem ser guardados em frascos bem fechados, protegidos da luz e da humidade, para não alterar a qualidade e o sabor do chá.

 


3. Ervas aromáticas e especiarias

ervas aromaticas e especiarias
Aqui deve ter em atenção as quantidades que compra, optando por comprar quantidades mais pequenas. Na compra deve ter atenção para não comprar ervas com bolor ou cheiros que denotem que as ervas já não estão em bom estado. As ervas aromáticas devem ser guardadas em recipientes herméticos e em local fresco, seco e escuro.
 
 


4. Leguminosas secas

Como grão ou feijão, por exemplo. Na compra deve estar particularmente atento ao aspeto das leguminosas, caso tenham pequenos furos não deve comprar. Estes alimentos devem ser conservados em frascos bem fechados, em local fresco, seco e protegidos da luz solar.
 


Onde comprar?


onde comprar alimentos a granel
Atualmente já há várias opções ao seu dispor. Além de alguns dos grandes hipermercados que já disponibilizam espaços e produtos com venda a granel, há ainda outras lojas que surgem no mercado e que que se dedicam exclusivamente à venda de alimentos a granel, como é o caso da mercearia Maria Granel (em Lisboa).
 


Poupe dinheiro e evite desperdícios


É isso mesmo que permite. Comprar alimentos a granel não só uma boa forma de poupar, mas também de evitar desperdícios de alimentos, já que o consumidor compra apenas as quantidades que consome.


Cliquei aqui para conhecer o melhor de Portugal e do Mundo !

 

Veja também: