7 Formas de afastar maus pensamentos: veja o lado positivo!

Ter, por vezes, pensamentos negativos é natural, desde que os saibamos gerir da melhor forma. Descubra as melhores estratégias para afastar maus pensamentos.

7 Formas de afastar maus pensamentos: veja o lado positivo!
Aprenda a aproveitar o lado positivo da vida e a gerir o negativo.

Passamos demasiado tempo a preocuparmo-nos com o futuro, a rever eventos do passado e a pensar naquilo que nos deixa insatisfeitos no presente. Apesar destes pensamentos serem comuns, são negativos e podem impedir-nos de desfrutar das experiências positivas, dando origem a sentimentos ansiosos e depressivos, fazendo com que fiquemos alheados daquilo que é realmente importante, ser feliz. Mas como podemos afastar maus pensamentos?

Há boas notícias! Através da prática regular e dedicada, é possível substituir os padrões de pensamento negativos por pensamentos que realmente ajudam, o que pode fazer uma enorme diferença ao nível da felicidade e do bem-estar.

7 formas de afastar maus pensamentos


afastar maus pensamentos e gratidao

Se tentarmos com toda força não pensar em alguma coisa, parece que pensamos cada vez mais. Mas então, como podemos afastar maus pensamentos? Estas estratégias vão ajudá-lo a gerir e a afastar maus pensamentos:

1. Aprenda a reconhecer as suas distorções de pensamento

Se for capaz de reconhecer os pensamentos disfuncionais, mais fácil será aprender a desafia-los. Algumas das distorções de pensamento mais comuns são:

  • Pensamento do tipo tudo ou nada/preto ou branco: analisar tudo de forma extremada, sem contemplar um meio-termo;
  • Pensamento personalizando: assumir que é culpado por tudo o que acontece de errado;
  • Pensamento filtrado: optar apenas por ver apenas o lado negativo de todas as situações;
  • Pensamento catastrófico: antever sempre o pior cenário possível.

2. Desafie os pensamentos negativos

Sempre que tiver um pensamento negativo, pare e avalie se está realmente correto. Pense como responderia se uma amiga sua lhe falasse sobre ela dessa mesma maneira. Provavelmente ofereceria à sua amiga uma boa resposta, contrariando a visão negativa.

Aplique essa mesma lógica aos seus próprios pensamentos. Pergunte a si mesmo se não estará a assumir que o pior vai acontecer ou se não se está a culpar por algo de que não tem realmente culpa.

3. Faça uma pausa dos pensamentos negativos

É possível aprender a afastar maus pensamentos. Envolva-se em atividades que lhe façam bem e lhe provoquem emoções positivas.

Permita-se dedicar breves minutos ao pensamento que o preocupa, tentando desafia-lo, e depois siga em frente com o seu dia e não se permita voltar a dedicar tempo ao mesmo pensamento.

4. Pare de julgar

Todos caímos na tentação de nos julgarmos uns aos outros. Fazer o exercício de abandonar o julgamento é difícil mas é possível e, quase de certeza que o deixará mais liberto e menos tenso. Quando perceber que está a julgar negativamente outra pessoa, ou a si mesmo, procure também uma qualidade positiva.

5. Pratique a gratidão

As investigações mostram que sentir-se grato tem um grande impacto nos níveis de bem-estar e felicidade, contribuindo para afastar os maus pensamentos. Mesmo que esteja a passar por um momento desafiante e menos bom na sua vida, de certeza consegue encontrar coisas, mesmo que pequenas, pelas quais esteja grato.

Refletir acerca do que tem de bom na sua vida ajuda a sentir-se feliz. Mantenha um diário de gratidão e escreva alguma coisa pela qual está grato todos os dias.

6. Concentre-se nos seus pontos fortes

É quase uma tendência natural insistir no negativo e ignorar o positivo. Opte por contrariar essa tendência: concentre-se nos seus pontos fortes e não insista nos erros cometidos.

7. Procure o apoio de profissionais especializados

Com a prática diária destas estratégias vai sentir que a negatividade perde força e que a positividade ganha cada vez mais espaço. No entanto, se não se sente capaz de gerir e afastar maus pensamentos e sente que estão a interferir de forma significativa na sua vida diária, no seu bem-estar e na sua felicidade, talvez tenha chegado a hora de procurar ajuda especializada.

O apoio de um psicólogo pode ajudá-lo a diminuir o sofrimento emocional.

Veja também:

Psicóloga Ana Graça Psicóloga Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Para além da Psicologia é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que proporcione felicidade!