Acupuntura: como funciona e que doenças trata?

A acupuntura é um ramo da Medicina Tradicional Chinesa. Saiba neste artigo como funciona a acupuntura e quais os seus riscos e benefícios.

Acupuntura: como funciona e que doenças trata?
Saiba tudo sobre esta técnica milenar e melhore a sua saúde

Reconhecida Pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como um tratamento complementar, a acupuntura é uma técnica milenar que utiliza a capacidade natural do corpo de retornar à sua normalidade. 

Esta técnica milenar é usada no tratamento da dor e de muitas doenças, mas, cada vez mais é utilizada como forma de prevenção.

Há já imensos pacientes que optam por visitar o seu médico duas a quatro vezes ao ano de forma a repor energias e encontrar balanço para a sua saúde. Desta forma não só previnem as doenças, como ainda promovem a saúde, energia e vitalidade. 

Acupuntura: como funciona?


A acupuntura funciona através da inserção de agulhas sólidas e extremamente finas na pele e músculos. Desta forma, o médico tem a capacidade de modular o funcionamento do sistema nervoso, e consequentemente, do sistema endócrino. 

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.
Ao colocar a agulha na pele do paciente, o médico vai estimular as terminações nervosas dos tecidos, provocando a libertação de uma série de substâncias que têm como efeito final o aumento da circulação no local a ser tratado, melhorando a oxigenação e aporte de nutrientes nos tecidos. 


Acupuntura: que doenças podem ser tratadas?


diabetes
Para além do tratamento da dor, que é a área da acupuntura que vem a ser estudada há algumas décadas, a acupuntura poda ainda ser aplicada em diversos outros tratamentos já com resultados conhecidos. 

Entre a extensa lista de doenças que podem ser tratadas pela acupuntura, pode encontrar as seguintes doenças e problemas.
 
  • Problemas nos olhos, ouvidos, nariz e garganta como sinusite, garganta inflamada, dores de ouvido, surdez e zumbido nos ouvidos, tonturas
  • Problemas circulatórios como pressão alta, angina, arteriosclerose e anemia
  • Doenças gastrointestinais como síndrome do intestino irritado, colite, obstipação, diarreia, úlceras, gastrite, inchaço abdominal e hemorroidas
  • Problemas ginecológicos, como síndrome pré-menstrual, menstruação irregular ou dolorosa, endometriose, menopausa, complicações na gravidez e enjoos, impotência, infertilidade em homens e mulheres e disfunção sexual
  • Doenças imunológicas, como candidíase, fadiga crónica, herpes, alergias e hepatite
  • Dependência química de tabaco, drogas e álcool
  • Problemas emocionais e psicológicos como ansiedade, insónias, depressão e stress
  • Problemas musculoesqueléticos e distúrbios neurológicos como artrite, nevralgia, ciática, dores nas costas, tendinite, torcicolo, nevralgia
  • Dores de cabeça, enxaqueca e espasmos musculares
  • Distúrbios respiratórios como asma, bronquite, constipações e gripes


Podem ainda ser tratados pela acupuntura:

  • Efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia
  • Diabetes
  • Problemas dermatológicos
  • Excesso de peso


3 coisas a ter em conta ao optar pela acupuntura


1. Médico com licença para aplicar acupuntura

Antes de se decidir por um tratamento de acupuntura,deve ter em conta primeiramente se escolheu um médico licenciado para aplicar acupuntura.

Deve, então, conversar com o médico para perceber qual o tratamento adequado ao seu problema em específico.

 


2. Medo de agulhas

Deve, depois, perceber que vão ser colocadas agulhas em pontos específicos do seu corpo, pelo que se for o caso de ter medo de agulhas, deve primeiramente conversar com o médico que o vai tratar.

A colocação das agulhas em muitos dos pontos é quase indolor. Informe-se e não deixe que o medo de agulhas o vença e impeça que faça um tratamento por acupuntura.

 


3. Preço dos tratamentos

Informe-se sobre os preços dos tratamentos para perceber se estão dentro do seu orçamento ou se precisa de se organizar para poder os poder pagar.

Infelizmente no nosso país, estes tratamentos não são comparticipados pelo Sistema Nacional de Saúde e a maioria dos seguros privados de saúde também ainda não tem em conta estes tratamentos complementares.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

 

Veja também: