Benefícios dos abdominais hipopressivos

Para quem treina regularmente os abdominais mas não está satisfeito com os resultados, eis a solução! Conheça já os abdominais hipopressivos e seus benefícios.

Benefícios dos abdominais hipopressivos
Conheça o novo método que está a causar sensação.

Os abdominais hipopressivos parecem vir solucionar um dos problemas que mais preocupam as mulheres: como ter uma barriga lisa e firme. De facto, apesar de muitas incluírem na sua rotina de treinos a prática de abdominais tradicionais, para tonificar a barriga, o certo é que nem todas obtêm os resultados pretendidos. Como resolver então este problema? 

Eis que uma resposta está a revolucionar o mundo do fitness, ajudando aquelas mulheres que têm maior dificuldade em conseguir a tão almejada barriguinha plana: abdominais hipopressivos. Mas o que são, então, estes abdominais? Como se distinguem dos tradicionais? Quais os seus benefícios? Nós respondemos a estas questões. Siga-nos e descubra já a solução que vai revolucionar o seu treino físico.
 

Abdominais hipopressivos: o que são, como fazer e quais os seus benefícios

Quer receber um plano de treinos?
Obtenha já o seu plano de treinos personalizado e atinja os seus objectivos! Fale com o nosso personal trainer e receba o seu plano de treinos.


Abdominais tradicionais vs abdominais hipopressivos

Os exercícios abdominais tradicionais são hiperpressivos, isto é: exercem uma pressão elevada sobre a zona que pretendem trabalhar.

Assim, apesar de este método até poder levar à perda de massa gorda e à tonificação dos músculos, se o principal objetivo for conseguir uma barriga lisa, nem sempre resultará.

De facto, as suas características podem mesmo trazer grandes desvantagens, sobretudo para as mulheres: a pressão sobre a zona pélvica, além de poder levar a que o abdómen seja pressionado para fora, pode também conduzir a uma situação de incontinência urinária.

Pelo contrário, os abdominais hipopressivos não aumentam a pressão na barriga, uma vez que se executam contraindo os músculos abdominais ao ritmo do movimento executado pela respiração diafragmática.

Estes abdominais não dilatam o períneo e mantêm constante o volume do abdómen, fortalecendo estes músculos, bem como os do reto. Isto é, através de um trabalho isométrico, ajudam a manter a postura, a reforçar a zona abdominal e aumentar o tónus dos músculos em repouso. 

Como fazer abdominais hipopressivos

Este tipo de abdominais pode ser feito nas mais variadas posições: sentado, deitado ou de quatro. No entanto, para iniciantes, sugerimos a primeira: sentado.

De seguida, vamos explicar, de forma breve e simples, como executar estes exercícios:
 
1. Encolha a barriga, puxando o  umbigo bem para dentro, enquanto expira o ar dos seus pulmões;
2. Uma vez que a barriga esteja bem encolhida, contraia os músculos do abdómen e mantenha essa posição durante 15 segundos;
3. No final, volte a respirar normalmente, mas mantendo os abdominais contraídos por mais alguns segundos. 
4. Por fim, relaxe todos os músculos.
Nota: faça diariamente 5 séries de abdominais hipopressivos, de 15 segundos cada.
 

Benefícios dos abdominais hipopressivos

A adesão a este tipo de abdominais promete uma extensa melhoria, não só do aspeto da sua barriga, mas também da saúde do seu organismo em geral. Vejamos, então, os benefícios terapêuticos concretos de que poderá usufruir se decidir inclui-los na sua rotina de treinos:
 
A nível do aspeto da barriga
  • redução do perímetro abdominal;
  • fortalecimento dos músculos abdominais;
  • fortalecimento e tonificação do pavimento pélvico;
  • tonificação da faixa abdominal;
  • melhoria na distribuição da pressão abdominal durante o esforço.

A nível sexual
  • prevenção de hérnias vaginais;
  • melhoria na vascularização dos membros inferiores e pélvis;
  • melhoria da capacidade e sensibilidade sexual (devido ao aumento da vascularização na zona pélvica).

A nível geral
  • melhoria da postura;
  • prevenção da incontinência urinária;
  • melhoria da capacidade anaeróbia;
  • redução do risco de lesões musculares e articulares na prática desportiva;
  • prevenção de lombalgias funcionais;
  • prevenção de hérnias discais lombares;
  • prevenção de hérnias abdominais, crurais e inguinais;
  • prevenção da descida de órgãos internos;
  • regularização do trânsito intestinal;
  • melhoria da mobilização metabólica.

Esperamos que tenha ficado entusiasmada e que se decida a experimentar este novo método, sabendo que os abdominais hipopressivos podem ser feitos em casa ou no ginásio, na companhia de um treinador. No entanto, antes de iniciar este ou qualquer outro tipo de exercícios físicos, consulte sempre o seu médico de família, de forma a minimizar o risco de lesões.
 

Veja também:

Ler mais