Conselhos úteis  para a ajudar a engravidar

Conselhos úteis para a ajudar a engravidar

Saiba como aumentar a família sem percalços.

Não há uma fórmula mágica para engravidar, mas as nossas dicas podem ajudá-lo a conseguir o tão desejado positivo.

Se está a pensar engravidar, o nosso primeiro conselho é mais fácil de dizer do que fazer, no entanto, é essencial: relaxe. A ansiedade ou o stress podem dificultar o processo, por isso, se está a pensar engravidar procure livrar-se de tudo o que possa prejudicar a concretização desse sonho. Como conseguir relaxar? Simples: informe-se.

Saber é poder e quando se trata de uma gravidez mais ainda. É importante que saiba o que é necessário para conseguir engravidar, como funciona o processo, qual é a melhor altura para ter relações sexuais, como está a saúde do casal, o que deve fazer para a melhorar e, principalmente, como funciona o seu ciclo. Na posse desta informação, será mais fácil tomar decisões ou antecipar qualquer dificuldade.

 

4 Conselhos essenciais para conseguir engravidar


 

1. Conheça o seu ciclo

Conhecer o seu corpo e o seu ciclo é o primeiro passo para conseguir engravidar. O ideal seria que, desde a primeira menstruação, as mulheres fizessem um registo detalhado dos seus ciclos, compilando dados sobre os diversos sintomas que sentem durante o mês. Com a primeira gravidez a acontecer cada vez mais tarde, este histórico será uma ferramenta valiosa no futuro.

Atualmente, esta tarefa foi simplificada com a criação de aplicações como a Clue ou a My Cycles que permitem registar a duração, a quantidade de fluxo, as emoções, os dias em que tem relações sexuais, a temperatura, as alterações gastrointestinais, as variações do muco, os métodos contracetivos, entre muitos outros dados.

Porque é que este conhecimento e registo é tão importante? A janela fértil, ou seja, os dias em que o corpo da mulher está preparado para conceber é muito reduzida (cerca de seis dias), por isso, é fundamental conhecer o seu ciclo menstrual para conseguir determinar, com a maior exatidão possível, qual a melhor altura para engravidar.

 

2. Consulte o seu médico

Ainda antes de começar as tentativas para engravidar deve consultar o seu médico, ginecologista ou de clínica geral, para que este lhe transmita todos os cuidados que deve ter nesta fase. Por exemplo, três meses antes de tentar engravidar deve iniciar a toma de ácido fólico para prevenir doenças graves e malformações no bebé.
 
Para além disto, terá ainda de fazer algumas análises e exames para averiguar a sua saúde, assim como serão recomendados os cuidados que deve ter com a alimentação e exercício, entre outras informações, exames ou suplementos que o seu médico entenda relevantes de acordo com o seu histórico clínico.

 

3. Tenha uma alimentação variada, equilibrada e saudável

Quanto está a tentar engravidar, mais do que nunca, deve ter cuidado com a alimentação. O seu médico saberá indicar-lhe a dieta mais indicada de acordo com o seu histórico clínico, porém, o truque é simples: basta seguir as porções indicadas na Roda dos Alimentos, ou seja, diariamente deve fazer seis refeições (de 3 em 3 horas) para, no total, ingerir:
  • 1 a 2 porções de leguminosas 
  • 1 a 3 porções de gorduras e óleos
  • 2 a 3 porções de laticínios
  • 1,5 a 4,5 de carnes, peixe e ovos
  • 3 a 5 porções de fruta
  • 3 a 5 porções de hortícolas
  • 4 a 11 porções de cereais e tubérculos
  • 8 copos de água

Para além daquilo que deve incluir na sua alimentação, deve ainda ter especial atenção ao que deve eliminar e reduzir, como: tabaco, álcool e drogas, enchidos, refrigerantes, produtos de pastelaria, produtos processados, mariscos, carne mal passada, peixe cru e fruta e legumes sem lavar entre outros.

 

4. Faça (muito) sexo! 

Esta é fácil: se não tiver relações sexuais frequentes, não há bebés para ninguém. Assim, se está a tentar engravidar aumente a frequência com que tem relações com a sua metade e, por favor, mantenha-a mesmo depois de alcançar o objetivo. Os especialistas recomendam que, durante o mês, tenha relações sexuais três vezes por semana, todos as semanas. Assim, mesmo que não saiba em que data é a ovulação tem mais probabilidades de acertar.

 

Quais são as melhores posições para engravidar?



Não é certo que as posições sexuais tenham qualquer influência numa gravidez, todavia, quando se trata de tentar engravidar toda a ajuda é bem-vinda. Por isso, o nosso conselho é simples: experimente e divirta-se! 

De acordo com as sugestões dos especialistas, posições que permitam uma elevação do vagina e uma penetração mais profunda são as melhores para ajudar os espermatozoides a alcançar a meta, por isso, invista num Kama Sutra e comece já hoje as tentativas.

 

É possível engravidar com o período?



A pergunta parece descabida, no entanto, a questão é mais complexa do que possa imaginar. Os ciclos menstruais variam, e muito!, de mulher para mulher. Algumas mulheres têm ciclos muito longos (mais de 30 dias), outras não chegam a 28 dias e são essas últimas que precisam ter mais cautela.

Não é frequente, no entanto, uma mulher que tenha um ciclo curto e um fluxo longo, pode engravidar mesmo com o período. Por exemplo, se tiver um ciclo de 24 dias, menstruar durante 7 dias, tiver relações no último dia do período e ovular três dias depois, pode ter frutos dentro de nove meses. Lembre-se que os espermatozoides podem sobreviver até 5 dias no útero, por isso, conheça bem o ciclo.

 

Qual é a melhor altura para engravidar?



Como já referimos acima, a melhor altura para engravidar ocorre nos 5 ou 6 dias da sua janela fértil. Para perceber quando está perto da ovulação só há duas coisas a fazer: estar atenta ao seu corpo ou fazer testes de ovulação (à venda em farmácia e fóruns de mães). 

Em ciclos regulares, a ovulação ocorre, mais ou menos, pelo 14º dia, no caso de ciclos irregulares é um pouco mais complicado. Em qualquer um dos casos, importa estar atenta ao muco cervical (uma substância idêntica à clara de ovo) que é libertado alguns dias antes da ovulação e, a partir daí, o caminho está livre para namorar. 

 

Que complicações podem surgir em função da idade?



Ainda que não seja uma sentença, engravidar depois dos 40 acarreta alguns riscos, especialmente, se tem uma vida sedentária, uma alimentação pouco variada ou equilibrada e dependências (tabaco, álcool ou drogas). Numa gravidez tardia podem surgir algumas complicações, a saber:
  • Alterações cromossómicas
  • Aborto espontâneo
  • Diabetes gestacional
  • Eclampsia
  • Endometriose
  • Prematuridade
 

E se não conseguir engravidar?



O facto de, na vida de inúmeros casais, cada vez mais tarde surgir uma primeira gravidez, pode levar as pessoas a pensar que, em qualquer altura, estão a tempo de engravidar. Ainda que uma gravidez depois dos 35 ou dos 40 anos possa acontecer naturalmente e sem dificuldade, a verdade é que, para as mulheres, a partir dos 35 anos as chances de conseguir engravidar reduzem drasticamente. 

Mas não falamos apenas para as mulheres! Sendo verdade que as mulheres nascem com um número finito de óvulos, também é verdade que a qualidade dos espermatozoides pode reduzir com a idade, especialmente, quando existem problemas com a qualidade do esperma ou a ejaculação - muitas vezes não detetadas - como obstruções, quantidade reduzida de espermatozoides, fraca motilidade, varicocelo, teratozoospermia, etc.

Por isso, se deseja ser mãe ou pai, não adie os planos de ter filhos sem primeiro confirmar se o pode fazer ou, na falta do esperado positivo, não adie indefinidamente a consulta com um especialista. O quanto antes consulte um ginecologista (para as mulheres) e um andrologista (para os homens), especialistas em fertilidade, para avaliar se, de facto, pode adiar os planos de engravidar.  
 

Veja também: